Política

Deputado da 'mala da propina' da JBS planeja delação premiada

[Deputado da 'mala da propina' da JBS planeja delação premiada]
30 de Maio de 2017 às 08:13 Por: Reprodução / Facebook Por: Redação BNews
A defesa do deputado afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) procurou investigadores da Lava Jato para saber quais seriam as chances de uma delação premiada ser aceita. A abordagem surpreendeu os investigadores, que responderam que, àquela altura, dependeria da disposição do parlamentar denunciar os demais cúmplices. 
 
Uma eventual delação de Rocha Loures é bem vista na Lava Jato, mas considerada imprevisível para os desdobramentos dos inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF). Os procuradores disseram que, se ele realmente estiver interessado em fazer delação, deverá entregar todos os cúmplices da organização criminosa acusada de receber suborno dos donos da JBS e tentar obstruir as investigações. Segundo eles, não basta falar sobre os próprios crimes: "Assumir que cometeu crimes não basta. Isso é confissão, não é delação. Se ele quiser acordo de colaboração terá que delatar toda a organização criminosa".
 
Loures é revelado no áudio gravado por Joesley Batista como um dos homens de confiança de Michel Temer, com quem o empresário poderia "falar tudo". O caso dele é considerado tão grave que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, chegou a pedir a prisão do deputado. O ministro do STF, Edson Fachin, suspendeu o parlamentar de suas atividades, mas entendeu que a prisão deveria ser decidida pelo plenário do Supremo.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar