Política

Bahia Farm Show: Eduardo Sales defende caráter educativo em fiscalizações na produção agropecuária

Arquivo BNews

Presidente da Comissão de Agricultura da AL-BA participa da feira de agronegócio em Luís Eduardo Magalhães

Publicado em 07/06/2018, às 23h41    Arquivo BNews    Luiz Fernando Lima e Eliezer Santos

O deputado Eduardo Sales (PP), presidente da Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), afirmou ser preciso desmistificar a tese de que o processo de produção do setor agropecuário agride recursos naturais.

“Uma feira como essa mostra o contrário. O produtor preserva o rio porque ele precisa da água do rio. O patrimônio dele está envolvido naquela água. A partir do momento que aquela água não existir, ele não consegue irrigar a plantação dele e ele perde todo o patrimônio. Essa equalização de sustentabilidade para a produção é fundamental”, afirmou, em entrevista ao BNews durante a programação da Bahia Farm Show, em Luís Eduardo Magalhães.

Sales também defende mudanças na política de fiscalização no campo, com caráter mais educativo e menos punitivo.

“É preciso fazer com que os órgãos fiscalizadores entendam que se eles matarem, estão matando a galinha dos ovos de ouro. Se quiserem multar o tempo inteiro, achando... Não existe um lugar que não tenha coisa errada. Por mais que a pessoa queira ser correta, ela às vezes tem um funcionário que não está usando uma bota que era para usar. Se for lá e multar o funcionário só, não é o caminho”.

Segundo ele, quando foi secretário de Agricultura da Bahia conseguiu implantar através da Agência de Defesa Agropecuária (Adab) ações educativas que deram bons resultados aos produtores.

“Todas as fiscalizações, na minha visão, elas têm que ser primeiro educativas para depois entrar na punição”.

Classificação Indicativa: Livre