Política

Lúcio nega “ciumeira” no PMDB

[Lúcio nega “ciumeira” no PMDB]
26 de Setembro de 2011 às 19:43 Por: Daniel Pinto
                                
Antes do nome do apresentador Mário Kertész surgir no “tabuleiro” da sucessão municipal, Fábio Mota, ex-secretário de Serviços Públicos de Salvador, e o ex-deputado Marcelo Guimarães, atual presidente do Bahia, disputavam a indicação do PMDB para concorrer ao Thomé de Souza em 2012. Além da mobilização interna no campo partidário, os dois chegaram a colocar os nomes na rua e assumiram publicamente o desejo de substituir João Henrique na prefeitura de Salvador.

Entretanto, com a chegada do âncora do Grupo Metrópole, Fábio Mota e Marcelo Guimarães foram deixados de lado. Apesar das evidências, o presidente regional do PMDB, Lúcio Vieira Lima, garante que não há nenhum “racha” na legenda. “Os dois têm nomes de peso e podem muito bem governar a cidade, mas sabem que Mário Kertész chega com prioridade. Tanto sabem disso que se colocaram à disposição do partido para trabalhar na campanha, caso Mário seja realmente candidato”.

O dirigente também aproveitou para desmentir os boatos de que o clima entre os três correligionários não é nada agradável. “Não existe isso. Tudo foi conversado antes mesmo da chegada de MK. Não existe ciumeira nenhuma. Todos vão trabalhar juntos. Agora, o mais importante é costurar um acordo com a oposição para que tenhamos uma candidatura de consenso”.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar