Política

Deputados federais baianos gastam R$ 60 milhões em quase quatro anos com cota parlamentar

[Deputados federais baianos gastam R$ 60 milhões em quase quatro anos com cota parlamentar]
17 de Setembro de 2018 às 16:55 Por: Câmara dos Deputados/Divulgação Por: Aparecido Silva

No próximo dia 7 de outubro, os 10 milhões de eleitores baianos escolherão seus representantes para presidente da República, governador, senador, deputado federal e estadual. Na Câmara dos Deputados, são 39 cadeiras destinadas à Bahia. É função do legislador federal, além de propor e aprovar leis, fiscalizar e controlar as ações do Poder Executivo. 

De janeiro de 2015 até este mês de setembro, os deputados federais custaram R$ 60 milhões os cofres públicos com a cota para o exercício da atividade parlamentar. Cada legislador da Bahia em Brasília tem um limite de R$ 39.010,85. De acordo com ato da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, a verba é destinada a despesas com passagens aéreas; telefonia; serviços postais; manutenção de escritórios de apoio à atividade parlamentar; assinatura de publicações; fornecimento de alimentação ao parlamentar; hospedagem; outras despesas com locomoção, contemplando locação ou fretamento de aeronaves, veículos automotores e embarcações, serviços de táxi, pedágio e estacionamento e passagens terrestres, marítimas ou fluviais; combustíveis e lubrificantes; serviços de segurança; contratação de consultorias e trabalhos técnicos; divulgação da atividade parlamentar, exceto nos 120 dias anteriores às eleições; participação do parlamentar em cursos, palestras, seminários, simpósios, congressos ou eventos congêneres; e a complementação do auxílio-moradia.

O levantamento realizado pelo BNews junto ao site da Câmara dos Deputados mostra que o deputado Afonso Florence (PT) foi o parlamentar que mais gastou nestes quase quatro anos de legislatura. O petista teve um dispêndio de R$ 1.708,284,30. Em seguida, com gasto de R$  1.703.644,71, está Sérgio Brito, do PSD. Em quarto lugar, Daniel Almeida (PCdoB) registrou uma despesa de R$ 1.693.145,84.

Além da cota parlamentar, os parlamentares têm um salário de R$ 33.763, auxílio-moradia de R$ 4.253,00 ou apartamento de graça para morar, e verba de R$ 101,9 mil para contratar até 25 funcionários. Confira abaixo o ranking completo dos gastos dos deputados federais baianos com cota parlamentar:

DeputadoTotal de 2015 a setembro de 2018
AFONSO FLORENCER$ 1.708.284,30
SÉRGIO BRITOR$ 1.703.644,71
DANIEL ALMEIDAR$ 1.693.145,84
JOSÉ CARLOS ALELUIAR$ 1.688.996,52
ARTHUR OLIVEIRA MAIAR$ 1.677.217,62
JORGE SOLLAR$ 1.673.070,50
BEBETOR$ 1.671.725,47
MÁRCIO MARINHOR$ 1.671.697,44
ULDURICO JUNIORR$ 1.670.607,02
BENITO GAMAR$ 1.669.379,84
JOSÉ NUNESR$ 1.669.137,78
ELMAR NASCIMENTOR$ 1.654.837,01
CACÁ LEÃOR$ 1.652.861,12
WALDENOR PEREIRAR$ 1.651.387,97
PAULO AZIR$ 1.641.161,97
VALMIR ASSUNÇÃOR$ 1.610.377,76
CAETANOR$ 1.609.288,20
JOSÉ CARLOS ARAÚJOR$ 1.608.515,10
BACELARR$ 1.600.939,68
RONALDO CARLETTOR$ 1.593.680,35
JOÃO CARLOS BACELARR$ 1.577.136,66
FÉLIX MENDONÇA JÚNIORR$ 1.562.479,60
MÁRIO NEGROMONTE JR.R$ 1.545.583,66
ALICE PORTUGALR$ 1.539.104,45
ERIVELTON SANTANAR$ 1.536.761,41
PAULO MAGALHÃESR$ 1.425.744,04
ROBERTO BRITTOR$ 1.401.240,54
CLAUDIO CAJADOR$ 1.371.666,23
ANTONIO BRITOR$ 1.352.906,86
JUTAHY JUNIORR$ 1.317.184,05
JOSÉ ROCHAR$ 1.288.673,56
IRMÃO LAZAROR$ 1.260.141,76
LUCIO VIEIRA LIMAR$ 1.257.939,67
FERNANDO TORRESR$ 1.188.387,25
TIA ERONR$ 1.162.113,64
ANTONIO IMBASSAHYR$ 1.009.517,13
JOÃO GUALBERTOR$ 941.814,87
NELSON PELLEGRINOR$ 863.872,89
JOSIAS GOMESR$ 111.037,25
  
Não estão em exercício 
DAVIDSON MAGALHÃESR$ 1.246.833,89
MARCOS MEDRADOR$ 113.204,11
MOEMA GRAMACHOR$ 880.607,46
PASTOR LUCIANO BRAGAR$ 715.218,07
ROBINSON ALMEIDAR$ 266.141,50
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar