Política

ACM Neto admite que DEM pode se tornar parceiro integral do governo Bolsonaro

Adenilson Nunes/BNews

Conforme explicou, as primeiras decisões da gestão estão sendo adequadas e ele se sente à vontade por ter apoiado o capitão da reserva no segundo turno das eleições

Publicado em 22/11/2018, às 12h28    Adenilson Nunes/BNews    Fernanda Chagas

O presidente nacional do DEM, prefeito ACM Neto, admitiu na manhã desta quinta-feira (22) que o partido pode se se tornar parceiro integral do governo Jair Bolsonaro. Conforme explicou, as primeiras decisões da gestão estão sendo adequadas e ele se sente à vontade por ter apoiado o capitão da reserva no segundo turno das eleições com a expectativa de ele ter uma agenda transformadora. 

“Pode se tornar. Eu quero ajudar o país, fazer com que as coisas melhorem. As eleições passaram e eu acho que as primeiras decisões são adequadas. O arrear das malas está sendo bom”, avaliou, ponderando, entretanto, que é um processo que não pode antecipar por se tratar de uma decisão coletiva. 

“Afinal, não se trata de uma é decisão solitária do presidente do Democratas, individual do prefeito. É uma decisão coletiva, que vai se dar a partir da discussão dessa agenda. Tivemos uma primeira conversa, vamos ter outras tantas a partir de agora e no momento certo com o poder de presidente da sigla vou reunir o partido”, disse durante agenda administrativa no bairro de Bom Juá, em Salvador.

Neto, contudo, reiterou que o início do diálogo foi satisfatório. “Se mantivermos esse ritmo, as coisas vão avançar, mas tudo no seu momento”. 

Classificação Indicativa: Livre