Política

Bolsonaro concorda no Twitter com fala de ministro que diz não haver fome no Brasil

Marcos Corrêa/ PR

Presidente já disse que “falar que se passa fome no Brasil é uma grande mentira" e enfrentou repercussão negativa

Publicado em 05/08/2019, às 10h04    Marcos Corrêa/ PR    Redação BNews

Após dizer que não há fome no Brasil, causar reações negativas e depois tentar minimizar os impactos da declaração, o presidente Jair Bolsonaro voltou a sugerir nesta segunda-feira (5), em seu perfil no Twitter, a não existência deste problema no país. 

Na publicação, ele citou uma fala do ministro da Cidadania, Osmar Terra, que disse em entrevista à revista Veja não haver fome “sistêmica e endêmica” no Brasil. A declaração é anunciada pelo presidente como “Da série João 8:32”, passagem bíblica que diz “E conhecerão a verdade, e a verdade vos libertará.”

“Da série João 8:32 - EXISTE FOME NO BRASIL? ‘Somados Bolsa Família, BPC e Aposentadoria Rural, há uma massa de R$ 200 bilhões que vão p/ o bolso dos mais pobres todos ano. Logo, se você entender a fome como sistêmica e endêmica, o Brasil não a tem.’ Osmar Terra, Min da Cidadania”, escreveu o presidente.

Terra corrobora o discurso de Bolsonaro, que disse em um café da manhã com correspondentes internacionais no dia 19 de julho que “é uma grande mentira” falar que se passa fome no Brasil. 

“Falar que se passa fome no Brasil é uma grande mentira. Passa-se mal, não come bem. Aí eu concordo. Agora, passar fome, não.”
“Você não vê gente mesmo pobre pelas ruas com físico esquelético como a gente vê em alguns outros países pelo mundo”, disse o presidente na ocasião, sem citar nominalmente quais nações seriam essas.

A declaração de Bolsonaro, no entanto, é desmentida por dados concretos. Um relatório do Panorama da Segurança Alimentar e Nutricional na América Latina e Caribe 2018, divulgado em novembro pela ONU, mostrou o crescimento da fome no Brasil. O estudo estimou que a desnutrição alcançou até 5,2 milhões de brasileiros entre 2015 e 2017, ante os 5,1 milhões calculados para os triênios 2014-2016 e 2013-2015. No triênio 2000-2002, 18,8 milhões de brasileiros sofriam com a fome.

Presidente novamente na Bahia
Bolsonaro volta ao estado nesta segunda. Ele vai ao município de Sobradinho, no sertão do São Francisco, onde participará da inauguração da primeira etapa da Usina Solar Fotovoltaica Flutuante, no reservatório de Sobradinho.

No dia 23 de julho, o presidente de extrema-direita esteve na Bahia para inaugurar o aeroporto Glauber Rocha, em Vitória da Conquista. Na ocasião, protagonizou uma polêmica junto ao governador Rui Costa, que decidiu não ir ao evento por considerar que ele havia se tornado "convenção político-partidária". Por outro lado, Bolsonaro criticou o petista por não liberar efetivo da Polícia Militar para fazer a segurança da solenidade. 

Classificação Indicativa: Livre