Política

Rui diz que ainda é cedo para falar em candidatura própria do PT e pede que o partido “volte para as favelas”

Vagner Souza/BNews

Governador defende que o partido não pode ir para a rua somente com objetivo eleitoral

Publicado em 19/10/2019, às 19h08    Vagner Souza/BNews    Victor PInto e Aina Kaorner

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), disse, na tarde desse sábado (19), que ainda é cedo para dizer se o PT terá candidatura própria nas Eleições de 2020, para a prefeitura de Salvador, e em 2022, para o Governo do Estado, após o senador Jaques Wagner (PT) ter sido ovacionado durante o 7º Congresso do PT em Salvador.

“Ainda está cedo para falar da candidatura de 2022. Uma das reflexões que eu faço é que houve um afastamento do PT das favelas e dos bairros. Estou fazendo um apelo para que volte isso. Temos retomado a empatia do povo”, avaliou o governador.

“No Nordeste não perdemos, graças a Deus, mas no resto o Brasil é preciso que o PT volte às suas origens, independente de ter candidatura própria. Não pode ir para a rua somente com objetivo eleitoral. O PT cresceu na rua e meu pedido é que ele volte para as favelas, para a comunidade. Estar junto do povo sempre vai dar certo”, garantiu.

Classificação Indicativa: Livre