Política

Advogada brasileira é presa após exercer atividade nos EUA sem aprovação do 'conselho' norte americano

[Advogada brasileira é presa após exercer atividade nos EUA sem aprovação do 'conselho' norte americano]
25 de Novembro de 2020 às 07:30 Por: Marinha dos EUA por especialista em comunicação de massa de 2ª classe Cody Hendrix Por: Redação BNews

Uma brasileira identificada como R. A. Guedes, de 41 anos, foi reprovada duas vezes no exame de ordem da seccional da American Bar Association (ABA) na Flórida, associação responsável pela validação dos profissionais formados em direito para o exercício regular da advocacia. Apesar disso, Guedes resolveu abriu dois escritórios de advocacia em Tampa.

A prática ilegal foi descoberta e ela foi condenada por fraude e falsidade ideológica, sendo sentenciada a quatro anos e meio de prisão. Ela também passará mais três anos sob liberdade vigiada, terá de pagar restituições no valor total de US$ 14.318 e se submeter a tratamento de saúde mental, cujo custo ela terá de arcar em parte. Não poderá fazer qualquer operação financeira ou compras de alto valor sem a aprovação de autoridade competente.

 

Guedes se formou pela Faculdade de Direito da Universidade de Stetson, a primeira faculdade de Direito da Flórida, fundada em 1900, 105ª no ranking dos EUA. Apesar de ser reprovada duas vezes no exame de ordem, ela não desistiu de seus planos de exercer a advocacia e fundou dois escritórios de forma ilegal.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar