Política

Supremo julga hoje se depoimento de Bolsonaro à PF será presencial ou por escrito

[Supremo julga hoje se depoimento de Bolsonaro à PF será presencial ou por escrito]
24 de Fevereiro de 2021 às 10:56 Por: Marcos Corrêa/PR Por: Redação BNews

Está na pauta do Supremo Tribunal Federal (STF) desta quarta-feira, (24), o julgamento para decidir se o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), deverá prestar depoimento por escrito ou presencialmente no inquérito em que é investigado por suposta interferência ilegal na Polícia Federal, aberto após acusações do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, de que o presidente tentou interferir na direção da Polícia Federal para blindar familiares contra investigações. Bolsonaro nega qualquer irregularidade.

Em novembro, Jair Bolsonaro abriu mão da possibilidade de ser ouvido no inquérito. Mas decisão do ministro Alexandre de Moraes, relator da investigação no STF, é de que o presidente não poderia recusar previamente o depoimento e sinalizou que o caso deverá voltar a ser analisado após a corte decidir sobre a forma do depoimento.

A investigação era relatada pelo então ministro Celso de Mello, que determinou o depoimento presencial de Bolsonaro. Em junho de 2020, o presidente recorreu, via Advocacia-Geral da União (AGU), solicitando que o depoimento fosse por escrito; em setembro, Mello mais uma vez negou o pedido de Bolsonaro.

O caso, então, foi levado ao plenário, para julgamento virtual em outubro. Na condição de relator, Celso de Mello foi o primeiro a votar e, mais uma vez, defendeu o depoimento presencial. Ele também defendeu que Moro possa enviar perguntas sobre o caso. Após o voto de Mello, o presidente do STF, Luiz Fux, suspendeu o julgamento, que volta à pauta da corte na tarde desta quarta-feira.

 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar