Política

Ministro contraria Bolsonaro e defende autonomia de estados e municípios de impor medidas restritivas

[Ministro contraria Bolsonaro e defende autonomia de estados e municípios de impor medidas restritivas]
06 de Maio de 2021 às 12:30 Por: Reprodução/TV Senado Por: Luiz Felipe Fernandez

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, - o quarto a assumir a pasta desde o início da pandemia - reconheceu nesta quinta-feira (6) que estados e municípios tenham autonomia para decidirem sobre a adoção de medidas restritivas de circulação, incluindo o lockdown, para evitar a disseminação de Covid-19.

A fala contrapõe o posicionamento do presidente Jair Bolsonaro, que sugeriu que a imunização de rebanho era a melhor forma de lidar com a pandemia.

Queiroga, que em diversos momentos assegurou que as políticas defendidas pela Saúde são baseadas em evidências científicas e na busca de soluções "não farmacológicas", resistiu a responder à pergunta do senador Tasso Jeressati (PSDB-CE). "Essa questão já foi disciplinada pelo STF", ponderou.

Mas o tucano foi persistente e repetiu a pergunta.

"Claro que eu concordo", admitiu o ministro.

"Estamos assistindo uma queda de números de casos em estados e municípios, flexibilizando todas as ações. Precisamos vacinar a população e investir em medidas não farmacológicas de maneira efetiva [...] é preciso ter harmonia em relação a essa política para sair deste cenário", completou.
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar