Política

Fabiano Contarato engrossa pedido por prisão de Wajngarten: 'Falso testemunho é crime'

Geraldo Magela/Agência Senado
Bnews - Divulgação Geraldo Magela/Agência Senado

Publicado em 12/05/2021, às 17h10   Léo Sousa



O senador Fabiano Contarato reforçou o pedido para que a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid determine a prisão do ex-secretário de Comunicação da Presidência Fábio Wajngarten por falso testemunho.

O ex-chefe da Secom apresentou contradições em seu depoimento na comissão, nesta quarta-feira (12). Wajngarten chegou a ser desmentido, durante a oitiva, por uma gravação divulgada pela revista Veja, após negar ter afirmado em entrevista que o Ministério da Saúde foi "incompetente".

"Antes de ser senador eu sou delegado. Já inquiri inúmeras pessoas, depoentes... Esse depoente está em estado flagrancial [...] Fazer afirmação falsa como testemunha é crime", pontuou Contarato.

"O depoente tinha que sair preso. Se ele não sair preso, essa comissão não vai ter condição de fazer qualquer outra coisa. Ele está aqui deliberadamente mentindo. Ele se contradiz, foi desmascarado inúmeras vezes. Espero que esse Senado, essa comissão, dê resposta à altura [...] Ele está em estado flagrancial", afirmou.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp