Política

Pazuello diz que soube dos contratos suspeitos firmados pela Saúde durante sua gestão assistindo ao Jornal Nacional

[Pazuello diz que soube dos contratos suspeitos firmados pela Saúde durante sua gestão assistindo ao Jornal Nacional]
19 de Maio de 2021 às 16:37 Por: Jefferson Rudy/Agência Senado Por: Redação BNews

A senadora Eliziane Gama (Cidadania), da bancada feminina, questionou o ex-ministro da Saúde, e general da ativa, Eduardo Pazuello, sobre matéria veiculada no Jornal Nacional da última terça-feira (18) sobre contratos suspeitos do Ministério da Saúde na sua gestão. À senadora, ele disse ter tomado conhecimento do fato pela programa.

Apuração do noticiário revelou que encontrou indícios de fraudes em contratos do Ministério da Saúde no Rio de Janeiro. Sem licitação, os militares escolheram empresas de pequeno/médio porte para reformar prédios antigos. A pandemia da Covid-19 foi usada como justificativa para considerar as obras urgentes.

"As causas da emergência não foram Covid mas outros tipos de causa . Eram causas de risco a integridade de pessoas que estavam nas instalações. Não houve emprego de recurso algum porque os processos foram cancelados. Foi verificado pela nossa própria integridade que a formalidade não estava correta e ela foi cancelada antes de acontecer", disse nesta quarta-feira (19).

Em sua resposta,  disse também que esses são os fatos até o momento e que o restante são "ilações". Gama solicitou ao presidente da Comissão, Omar Aziz (PSD), que o colegiado peça informações sobre a apuração do suposto desvio de dinheiro. 

Ela também perguntou a Pazuello se ele leva a sério o que o presidente Jair Bolsonaro diz em suas redes sociais sobre a pandemia, e confessou que tem a sensação de que o general da ativa está "brincando com a cara" dos integrantes da CPI.

A Senadora também apresentou documentos do Ministério da Saúde, e acusou o ex-ministro de mentir, tanto sobre pedido de apoio apoio aéreo militar aos Estados Unidos para acelerar o suprimento de oxigênio hospitalar de Manaus no início do ano, como sobre a aquisição de doses da vacina Coronavac. 

A sessão desta tarde da CPI da Pandemia foi novamente suspensa por volta das 16h10, enquanto o senador Eduardo Braga (MDB) realizava sua intervenção. A oitiva poderá ser retomada após o encerramento da sessão plenária no Senado Federal.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar