Política

Presidente da CPI da Pandemia afirma que Pazuello deve ser convocado para novo depoimento

[Presidente da CPI da Pandemia afirma que Pazuello deve ser convocado para novo depoimento]
22 de Maio de 2021 às 15:07 Por: Reprodução/Jefferson Rudy/Agência Senado Por: Redação BNews

O senador Omar Aziz (PSD), presidente da CPI da Pandemia, afirmou neste sábado (22) que o ex-ministro da Saúde, o general da ativa Eduardo Pazuello, deve voltar a ser convocado para prestar depoimento na comissão. 

A oitiva de Pazuello na comissão que apura ações e omissões do governo federal durante a crise sanitária da Covid-19 rendeu dois dias seguidos de sessões - nas últimas quarta (19) e quinta-feira (20).

De acordo com informações do portal G1, Aziz, durante live promovida pelo Grupo Prerrogativas, avaliou a participação de Pazuello como “hilária” e disse que, protegido por um habeas corpus, o ex-ministro  mentiu e defendeu o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) “como se estivesse defendendo o filho dele". 

Para Aziz, o ex-ministro aproveitou o HC concedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para "mentir" sem o risco de ser preso, uma vez que testemunhas têm o dever de falar a verdade em CPIs.

"Ele estava com um habeas corpus debaixo do braço, que permitia que ele falasse o que ele quisesse, que nada poderia acontecer com ele. Por isso que ele está sendo reconvocado, vai ser reconvocado na quarta-feira”, afirmou o senador.

Um requerimento para reconvocar Pazuello já foi apresentado e deve ser votado na próxima semana, possivelmente na próxima quarta-feira (26), durante sessão deliberativa. 

“A gente espera que a gente possa trabalhar sem a ingerência do Supremo nessa questão, até porque, se o ministro [Ricardo] Lewandowski assistiu [ao depoimento na CPI], ele disse 'não posso dar de novo habeas corpus pro cara mentir'”, continuou.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar