Política

Após críticas de Wagner a Neto, Paulo Azi diz que petista representa 'política do atraso'

[Após críticas de Wagner a Neto, Paulo Azi diz que petista representa 'política do atraso']
24 de Maio de 2021 às 16:17 Por: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados Por: Léo Sousa

O presidente do Democratas na Bahia, deputado federal Paulo Azi, rebateu nesta segunda-feira (24) declarações feitas pelo senador Jaques Wagner (PT-BA) sobre o ex-prefeito de Salvador ACM Neto e o partido.

Em entrevista ao Valor publicada nesta segunda, o ex-governador da Bahia e postulante a voltar a disputar o cargo em 2022 afirmou que Neto e o DEM representam "coisa antiga" na política.

Em nota, o dirigente do Democratas no estado declarou que "quem na verdade representa essa 'coisa antiga' é o próprio Wagner, cujo partido está há 15 anos no poder e o que vemos é a Bahia regredir nas mais diversas áreas". 

"Apenas a título de exemplo, cito a educação: temos o terceiro pior ensino médio do país e tem a maior taxa de analfabetismo do Brasil. Na segurança, ano após ano, o estado é líder do ranking de homicídios. O estado ainda tem o maior número de extremamente pobres do país e lidera o ranking de desemprego. Wagner e o PT representam essa política do atraso que tanto tem prejudicado a Bahia”, afirma Azi.

O demista também rebateu a declaração feita por Wagner de que o partido presidido nacionalmente por ACM Neto saiu "minguado" das eleições de 2020.

“[...] os partidos de oposição governam 60% dos 50 maiores colégios eleitorais da Bahia. O recado do povo da Bahia já foi dado em 2020 e continua, com um claro desejo de mudança. E no nosso grupo ACM Neto representa esse novo projeto que queremos para a Bahia”, pontuou.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar