Política

‘ACM Neto está alinhado com Ciro, eu e meu partido a Bolsonaro’, diz João Roma

[‘ACM Neto está alinhado com Ciro, eu e meu partido a Bolsonaro’, diz João Roma]
27 de Maio de 2021 às 09:02 Por: Reprodução / Reprodução Instagram Por: Redação BNews

O ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), voltou a falar sobre a relação política com ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM). Em entrevista à rádio Clube FM de Santo Antônio de Jesus, nesta quarta-feira (26), e divugada pela Tribuna da Bahia, Roma disse que os dois decidiram tomar caminhos distintos após ele assumir o cargo no governo do presidente Jair Bolsonaro (Sem partido).  

“Em questão de ACM Neto, você sabe muito bem, quando eu fui escolhido ministro de Bolsonaro, ele rompeu com a minha pessoa, disse que lamentava eu ter sido ministro, portanto ele tomou caminho diferente e está alinhado com Ciro Gomes. Eu junto com meu partido Republicanos abraçamos o presidente Bolsonaro, estamos ajudando o presidente Bolsonaro a fazer as coisas pelo nosso Brasil afora, levando água a muitos lugares do nosso estado, levando estrada, fazendo as coisas acontecerem. O governo está chegando para melhorar a vida da população, atuando na ponta para superar as mazelas especialmente através das nossas ações na Bahia que já levantou muita gente e teve muito pouco reconhecimento e agora é hora de a Bahia poder experimentar ações que saem do papel e vivem realidade”, pontuou. 

Roma disse ainda que a Bahia possui 3,4 milhões de beneficiários do auxílio emergencial do governo federal. Segundo ele, o número corresponde a 22,8% dos moradores do estado, que possui 14,9 milhões de habitantes, de acordo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Roma ressaltou que, ao todo, são mais de R$1 bilhão repassado pelo programa aos baianos. A pasta é a responsável pelo auxílio emergencial em todo o país. 

“No país, são quase 40 milhões de famílias beneficiárias do auxílio emergencial nesta segunda fase. Para se ter uma ideia, somente em Santo Antônio de Jesus são mais de 25 mil pessoas recebendo o auxílio. Na Bahia, são 3,4 milhões de pessoas recebendo, o que dá mais de R$1 bilhão em repasses. Então é um investimento importante que busca proteger a população mais necessitada”, disse o ministro. Roma ainda ressaltou que o valor transferido pelo Auxílio Emergencial para todo o país somente no ano passado foi o equivalente a aproximadamente 10 anos de Bolsa Família. “Foram R$ 294 bilhões de reais em um ano, valor correspondente a 10 anos do que foi transferido do Bolsa Família para o país”, disse. Sobre o Bolsa Família, Roma citou que o programa atingiu a marca recorde de 14,6 milhões de famílias beneficiadas.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar