Política

"Está mais para Nixon", diz Sandro Régis ao rebater comparação de Wagner entre Lula e Biden

["Está mais para Nixon", diz Sandro Régis ao rebater comparação de Wagner entre Lula e Biden]
10 de Junho de 2021 às 22:59 Por: Divulgação Por: Redação BNews

O deputado estadual Sandro Régis (DEM) ironizou nesta quinta-feira (10), a comparação feita pelo senador Jaques Wagner (PT) entre o ex-presidente Lula e o presidente dos EUA, Joe Biden. De acordo com Wagner, Lula "pode ser o Biden brasileiro", em comparação ao perfil moderado do presidente norte-americano.  

Na opinião de Régis, o ex-presidente petista está mais para Richard Nixon, que renunciou à presidência dos EUA após o famoso escândalo de corrupção do "Watergate", do que para Biden. "Comparar Lula a Joe Biden é completamente descabido. Se Wagner quer uma comparação com presidente norte-americano, Lula se assemelha muito a Nixon. Ainda assim, Nixon é um santo perto de Lula, que protagonizou escândalos de corrupção de níveis absurdos", disse.  

Ainda de acordo com o democrata, "o PT tenta a todo custo transformar suas mentiras em verdade. Mas a verdade é que o PT quebrou o país, nos levando para uma profunda crise que resultou em desemprego, fome, miséria, sem falar da corrupção que afetou, entre outros, a Petrobras. O PT tenta esconder isso, mas as pessoas lembram", acrescentou o parlamentar.

A comparação foi feita por Wagner durante entrevista à rádio Metrópole. O ex-governador da Bahia criticou aqueles que defendem o discurso de que Lula não deveria estar como candidato, e explicou que a democracia serve para que todos escolham, no primeiro turno, o seu "preferido", e no segundo turno o "menos ruim".

"É direito de cada segmento procurar o candidato amis adequado, então que se apresente a terceira, quarta via. Para isso tem dois turnos, acho normal. Se não colocar nenhum dos dois candidatos no segundo turno, ou um deles [...] que venha o Biden brasileiro. Agora,  Lula pode ser o Biden brasileiro. Tem 75 anos, cabelos branco [...] nas eleições americanas sempre houve a polarização entre democrata e republicano", analisou Wagner.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar