Política

Lideranças do PP reagem à fala de Rui sobre deputados saírem da sigla em eventual filiação de Bolsonaro

Divulgação

Publicado em 27/07/2021, às 19h05    Divulgação    Pedro Vilas Boas

O deputado federal baiano Cacá Leão, líder do PP na Câmara, e Jabes Ribeiro, secretário do partido na Bahia, reagiram à declaração do governador Rui Costa (PT) de que deputados pepistas vão sair da sigla, caso o presidente Jair Bolsonaro seja filiado.

Leão disse que a possibilidade de Bolsonaro se filiar ao PP é remota, mas, caso acontecesse, não acredita em uma “debandada” na sigla. “Eu não sairei. Até porque o partido na Bahia respeita os filiados e teria autonomia”, disse, em entrevista ao BNews.

Durante coletiva de imprensa na manhã desta terça-feira (27), Rui Costa afirmou que deputados do PP o procuraram para garantir que sairiam da sigla. “Com o grau de rejeição que o presidente da República tem na Bahia, acho que poucos irão desejar ter sua imagem atrelada a um desastre desse”, comentou.

Jabes Ribeiro diz que a filiação de Bolsonaro não está em discussão internamente, nem mesmo na executiva nacional. “O que temos discutido é a presença do vice-governador João Leão na chapa majoritária ano que vem”, ressaltou.

João Leão tem se colocado como pré-candidato ao governo da Bahia nas próximas eleições, apesar do senador Jaques Wagner (PT) aparecer como representante mais provável da base. Outra possibilidade levantada pelos pepistas é o atual vice-governador ser candidato a uma cadeira no Senado.

Classificação Indicativa: Livre