Política

Ex-bolsonarista baiana diz que aceitou “missão” e posta foto com Moro

Reprodução/Twitter

Publicado em 18/11/2021, às 15h30    Reprodução/Twitter    Redação BNews

A deputada federal baiana Dayane Pimentel (PSL), ex-apoiadora do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), postou uma foto no Twitter ao lado do ex-juiz Sergio Moro (Podemos-PR) e escreveu que aceitou uma “missão”. 

“Missão aceita! Sigo na coordenação do projeto que vai resgatar nossa nação. Juntos pelo que acreditamos, pelo nosso país, por ideais, por pautas contra à corrupção. Seguiremos juntos neste projeto. Obrigada pela confiança e pelo reconhecimento, futuro presidente”, escreveu a parlamentar, acompanhada de uma foto com o presidenciável.

Eleita na onda bolsonarista, Dayane Pimentel rompeu com o presidente da República ainda em 2019, em meio ao imbróglio pelo comando do partido. Desde então, tem protagonizado conflitos públicos com os apoiadores de Bolsonaro.

Matérias Relacionadas: Ciro Gomes volta a atacar Moro: "Incompetente"

Sergio Moro: Ex-juiz se diz "aliviado" após filiação e viaja para Curitiba

Moro diz que ficou surpreso com Bolsonaro: "Tinha discurso voltado para o combate à corrupção"

Ameaçada por Eduardo Bolsonaro

Em setembro último, a deputada alegou ter sido alvo de postagem ameaçadora do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL/SP). No post em questão, a parlamentar baiana aparece com um alvo no rosto e, abaixo, as palavras "traidora nível hard". 

"Um filho do presidente da República, ao que tudo indica ligado às milícias, posta uma foto minha com um alvo em meu rosto. Isso é uma ameaça? Deixo registrado que me sinto amplamente ameaçada por esses tiranos”, escreveu Dayane, no Twitter.

Em entrevista ao BNews Agora, na Piatã FM, o filho do presidente disse que Dayane iria sair da política. "Ela tem que prestar satisfação não é mim, não. É aos eleitores dela, que se elegeu ao lado do meu pai. Ano que vem vai sair da política e voltar pra insignificância.”

Pré-candidatura de Sergio Moro

No último dia 10, Sergio Moro oficializou a filiação ao Podemos e foi anunciado pelo partido como pré-candidato. “Quebramos a impunidade da corrupção. Julgamos e condenamos pessoas poderosas da política e dos negócios e pela primeira vez pagaram por seus crime”, afirmou.

Deltan Dallagnol, ex-coordenador da Lava Jato, segue os passos de Moro. O líder do Podemos no Senado, Alvaro Dias (PR), confirmou que o ex-procurador vai se filiar à sigla e vai disputar uma cadeira na Câmara Federal.

Acompanhe o BNews também nas redes sociais, através do Instagram, do Facebook e do Twitter

Classificação Indicativa: Livre