Política

Após acusações, Bahiagás e Embasa repondem ao prefeito

[Após acusações, Bahiagás e Embasa repondem ao prefeito]
13 de Agosto de 2012 às 10:32 Por: Caroline Gois (Twitter: @GoisCarol)
Após o prefeito de Salvador, João Henrique (PP), acusar publicamente as empresas de telefonia, Embasa e Bahiagás, por serem responsáveis pelos estragos feitos no asfalto da cidade - os 'crminosos', como foram chamados por João Henrique, enviaram, com exclusividade, 'nota resposta' ao Bocão News sobre o assunto.
 
Segundo a Companhia de Gás da Bahia – Bahiagás, a empresa tem investido na ampliação da rede de gasodutos no estado, promovendo o atendimento ao mercado de Gás Natural na capital e em toda Bahia. "Com esse objetivo, está implantando gasodutos nas vias Avenida Anita Garibaldi, Adhemar de Barros e Silveira Martins, para fornecimento aos bairros de Ondina, Federação, Cabula e futuramente a outros bairros na região, visando o atendimento as residências, aos hospitais, postos de combustíveis e segmento comercial (hotéis, shoppings, restaurantes, e outros). Para execução das obras, as interferências nos asfaltos das vias são necessárias e a Bahiagás frisa que a atual cobertura dos buracos é provisória, e realizará a recuperação plena das faixas de asfaltos por onde passam os gasodutos na conclusão total das obras, a exemplo dos percursos já trabalhados na cidade pela Bahiagás, como a Avenida Vasco da Gama, cujo pavimento foi totalmente concluído, após o fim das obras", afirmou em nota.
 
Ainda conforme a assessoria, as obras da Companhia são executadas no período noturno e fins de semana com o objetivo de minimizar os impactos no trânsito local e atendem as exigências dos alvarás. A Bahiagás garante que a chegada do gás natural aos bairros de Salvador só trará benefícios, pois é um energético versátil, que pode ser usado para cocção, aquecimento de água e climatização, é seguro, prático e mais vantajoso do ponto de vista ambiental e econômico. "Ressaltamos que todas as obras da Bahiagás, sem exceção, encontram-se devidamente identificadas como tal e colocamos à disposição o nosso número de atendimento, para quaisquer reclamações: 0800 071 91111".
 
Já a Embasa, em nota, informou que, para garantir a regular prestação dos serviços de abastecimento de água e de esgotamento sanitário, na cidade de Salvador, precisa realizar manutenção em equipamentos e redes que se encontram sob as vias públicas. O distrato unilateral, pela Prefeitura, de convênio que prevê a repavimentação asfáltica, por órgão municipal, de áreas onde houve intervenção da Embasa para serviços de manutenção nas redes de água e de esgoto, mediante pagamento pela concessionária, é uma das causas da numerosa quantidade de buracos nas ruas de Salvador. "Diante desta situação, a Embasa, desde o mês passado, está realizando a repavimentação asfáltica de áreas onde a empresa fez intervenções a partir de julho. Paralelo a isso, está em processo de licitação a contratação de mais uma empresa voltada para o serviço de repavimentação asfáltica de vias, de forma que os trechos onde houve intervenção da empresa, na época em que o convênio entre a Prefeitura e Embasa estava vigente, sejam repavimentados num curto prazo", explicou a empresa.
 

Foto: Roberto Viana// Bocão News
 
Ao fazer o balanço da gestão, o prefeito não abriu mão de mirar culpados e acusou: "É só fazer uma ronda na madrugada que dá para ver o quanto o asfalto é estragado pela Embasa, empresas de telefonia e a Bahiagás", acusou, reforçando a denúncia de que "a cidade é criminosamente desgastada e estragada". Segundo o pepista, é possível flagar a ação dos 'criminosos' na Avenida Garibaldi e na Bonocô. 
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar