Política

Parque Eólico: secretário se explica para governador

[Parque Eólico: secretário se explica para governador]
10 de Janeiro de 2013 às 14:22 Por: Redação Bocão News (twitter: @bocaonews)
A desmoralização do projeto de energia eólica na Bahia transmitida em rede nacional pelo Fantástico e Jornal Nacional levou o secretário de Meio Ambiente, Eugênio Spengler, ao gabinete do governador Jaques Wagner para prestar esclarecimentos sobre os atrasos nas obras.

O chefe da pasta consegui argumentar que a licença para a Chesf construir linhas de transmissão da energia gerada por ventos entre Bom Jesus da Lapa e Igaporã, foco das reportagens, havia sido dada desde 21 de novembro. Mas, desde lá, a estatal elétrica nordestina não assinou a ordem de serviço para as obras no Oeste baiano. Splenger disse mais: O Inema, órgão responsável pela licença, liberou o documento dois meses após ter recebido o pedido da Chesf, que, por sua vez, ficou quatro meses para montar oi projeto, considerado malfeito.

As informações são da coluna Satélite, do jornal Correio*, assinada pelo jornalista Jairo Costa. De acordo com ele, o chefe da pasta afirmou que não é do estilo dele culpar os outros, mas que não poderia ser responsabilizado por malfeitos.

Ainda segundo o colunista do impresso local, da reunião, o secretário saiu com duas ditas certezas: a primeira é que será defendido em um possível embate com a diretoria da Chefs e a segunda é que permanece na gestão estadual, não sendo incluído na reforma administrativa que se avizinha.

Matéria originalmente publicada às 08h47 do dia 10/01.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar