Política

Da Operação Voucher para Câmara: Trindade dá lugar à Colbert

Controladoria e o Tribunal de Contas da União já o excluíram das investigações

Publicado em 24/01/2013, às 10h42        Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)

O deputado federal Colbert Martins (PMDB) - preso pela Polícia Federal em 2011, suspeito de desvios no Ministério do Turismo-, está rindo à toa. Além da eleiçao do aliado Zé Ronaldo (DEM) em Feira de Santana, voltou à Câmara dos Deputados deixada por Maurício Trindade, que foi integrar o secretariado de ACM Neto em Salvador.
De acordo com informações publicadas na coluna Tempo Presente no jornal A Tarde, desta quinta-feira (24), agora, o que mais quer é que a Justiça Federal do Amapá acelere o processo a que ele responde por conta da Operação Voucher: "Aquilo foi a maior arbitrariedade que já vi. Quero provar minha inocência, mas o processo não anda". A controladoria e o Tribunal de Contas da União já o excluíram das investigações.

Matéria originalmente publicada às 09h42 do dia 24/01.

Classificação Indicativa: Livre