Política

Prisco comemora reabertura da sede da Aspra e pede fim de perseguição do governo

[Prisco comemora reabertura da sede da Aspra e pede fim de perseguição do governo]
01 de Fevereiro de 2013 às 12:05 Por: Marivaldo Filho (Twitter: @marivaldofilho)
Na tarde de 31 de janeiro de 2012, integrantes da Associação dos Policiais, Bombeiros e dos Seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra), deflagraram a greve da Polícia Militar da Bahia. Exatamente um ano depois, na tarde desta quinta-feira (31), ainda sob o comando de Marcos Prisco, agora na condição de vereador eleito pelo PSDB, a entidade comemorou a reabertura da sua sede e fez um balanço dos pontos positivos e negativos 2012 e as metas para os próximos anos.

Durante o coquetel de comemoração da categoria, no Centro de Cultura da Câmara Municipal de Salvador, o diretor-geral da Aspra, Marcos Prisco, destacou os avanços alcançados pela categoria, mas admitiu que a categoria ainda precisa avançar. Para isso, segundo o vereador, é necessário que o governo do Estado “deixe de fazer perseguições sistemáticas à categoria”.

“É um dia de comemoração. A reabertura da sede da Aspra tem que ser festejada por tudo o que passamos. Conseguimos os GAPs IV e V, mas temos noção do quanto ainda precisamos avançar. O plano de carreira, por exemplo, promessa do governo do Estado, até agora não foi cumprida. O governo do Estado precisa acabar com essa postura. Precisa acabar com essa perseguição”, declarou.


Segundo Prisco, a luta da categoria ainda continua pela regulamentação de outros direitos como o pagamento do auxílio acidente, periculosidade e insalubridade.

“Já era para ter acabado essa perseguição. Hoje, estamos vivendo um ambiente de paz social e nós, da Aspra, só estamos lutando pelos nossos direitos. Os policiais continuam insatisfeitos e os índices de violência no estado, consequentemente, continuam aumentando”, finalizou Prisco. 

Fotos: Roberto Viana // Bocão News
Nota originalmente postada às 18h do dia 31

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar