Política

ACM Neto (DEM) convoca imprensa para falar sobre fortes chuvas

Imagem ACM Neto (DEM) convoca imprensa para falar sobre fortes chuvas

Codesal tem registrado ocorrências entre terça (23) e quarta (24)

Publicado em 24/04/2013, às 18h22        Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)

O prefeito ACM Neto e o secretário de Infraestrutura, Habitação e Defesa Civil (Sindec), Paulo Fontana, destacaram hoje (24), durante coletiva à imprensa na sede da Codesal, na Avenida Bonocô, o esforço da Prefeitura no sentido de amenizar os impactos das chuvas que atingem a cidade, a exemplo do lonamento de cerca de 13 mil m² de encostas, limpeza dos principais canais e ampliação da Operação Tapa-Buracos. Foram realizadas 364 vistorias em áreas impactadas pela chuva, sendo 135 só no período entre 18 e 24 de abril. Nesse mesmo período, foram registradas pela Codesal 421 solicitações, sendo a maioria por deslizamento de terra (113) e ameaça de deslizamento (103).

O prefeito, que também estava acompanhado do diretor-geral da Codesal, Álvaro Silveira Filho, fez um apelo à população para que não jogue lixo nas encostas e nos canais, evitando assim que seja preciso refazer o trabalho realizado periodicamente pela Prefeitura. “Algumas providências têm ajudado a tornar menos graves os impactos das chuvas. Foi o caso da Operação Tapa-Buraco, que começou a ser realizada antes desse período considerado mais crítico e que continuará quando as chuvas passarem. A população também precisa ajudar nesse esforço e não jogar lixo nas ruas, principalmente nas encostas e canais, porque isso traz um risco direto à vida de pessoas. Faço esse apelo”.

ACM Neto lembrou que encontrou uma cidade que não estava pronta para enfrentar as chuvas. "Adotamos medidas para aliviar os impactos das chuvas na cidade. Mas eu digo que Salvador vai estar melhor preparada para enfrentar esses períodos a partir do ano que vem, pois adotaremos, ao longo de todo este ano, ações importantes para preparar a cidade, a exemplo de melhorar a qualidade da pavimentação de algumas áreas".

ACM Neto e o secretário também anunciaram a aquisição de mais dez pluviômetros automáticos para aumentar a eficiência da apuração do volume de chuvas. Os equipamentos chegarão em maio e atuarão em conjunto com os oito que já realizam a aferição de maneira manual. Participam da Operação Chuva órgãos como Codesal, Transalvador, Limpurb, Superintendência de Conservação e Obras Públicas (Sucop), Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo (Sucom) e Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps). Todos fazem parte do Sistema Municipal de Defesa Civil, que contam com o apoio de órgãos como Embasa e Coelba.

Famílias – A Prefeitura já identificou 135 famílias em áreas de risco, que já foram notificadas para que deixem suas casas. A identificação dessas famílias é prioridade da Prefeitura na Operação Chuva. O auxílio-moradia de R$300 por mês já está disponíveis para que essas famílias tenham alternativas seguras durante o período crítico. O benefício vale por três meses, podendo ser ampliado para mais três. Essas famílias terão prioridade no cadastro do programa Minha Casa, Minha Vida, e poderão ser beneficiadas com as cerca de dez mil moradias disponíveis em Salvador. Lembrando que as solicitações precisam ser registradas pelo 199.

Leia mais aqui

Nota originalmente postada às 11h do dia 24

Classificação Indicativa: Livre