Política

Dilma brinca com história sobre Gabrielli: autoritário chorão

Imagem Dilma brinca com história sobre Gabrielli: autoritário chorão

Presidente aponta contradições na imprensa com exemplo à baiana

Publicado em 29/07/2013, às 07h49        Redação Bocão News (twitter: @bocaonews)


A presidente Dilma Rousseff apontou, em entrevista a jornalista Mônica Bergamo da Folha de São Paulo, uma das contradições comumente praticadas pela imprensa sobre a tratativa dela com os ministros.

O exemplo escolhido foi o atual secretário estadual do Planejamento da Bahia, José Sérgio Gabrielli, à época presidente da Petrobras. Questionada sobre a forma centralizadora que seria traço da personalidade a presidente respondeu que não é bem por ai. “Agora, eu sei, como toda mulher, que, se você não acompanha as coisas prioritárias, tem um risco grande de elas não saírem. É que nem filho. Você ajuda até um momento, depois deixa voar”.

A jornalista do impresso paulista emendou: a senhora já fez ministros chorarem com suas brocas? A esta a presidente respondeu: Ah, que ministro choram o quê! Aquela história do Gabrielli? Um dia escreveram que ele era pretensioso e autoritário. No dia seguinte, que eu tinha brigado e que ele chorou no banheiro. A gente ligava pra ele e dizia – eu queria falar com o autoritário chorão. Ô, você conhece o Gabrielli? Ah, pelo amor de Deus.


Publicada no dia 28 de julho de 2013, às 11h32

Classificação Indicativa: Livre