Política

Paulo Azi diz que governo maquiou contas e cobra a correção dos números

[Paulo Azi diz que governo maquiou contas e cobra a correção dos números]
24 de Outubro de 2013 às 06:46 Por: Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)

O argumento do secretário da Fazenda, Manoel Vitório, durante a audiência pública de prestação de contas realizada nesta quarta-feira (23), na Assembleia Legislativa, de que a disponibilidade de caixa da ordem de quase R$ 7 bilhões que aparece nas documentos oficiais do governo é um “erro formal”, deixou o deputado Paulo Azi (DEM) em estado de perplexidade. Em pronunciamento na sessão plenária, Azi voltou a externar a sua preocupação com as finanças do governo e a inconsistência das informações oficiais que contradizem com a real situação do Estado.

“Como pode o governador assinar um documento, enviar para o Tribunal de Contas do Estado (TCE), indicando uma disponibilidade de R$ 7 bilhões em caixa e agora ao ser questionado o seu secretário da Fazenda diz tratar-se de um erro formal?”, questionou Paulo Azi. Ele ainda ressaltou que o TCE analisou documentos oficiais errados. “Queremos saber quais os motivos que levaram o Estado a maquiar os seus números contábeis”, insistiu o deputado, garantindo que informará ao TCE e solicitará do secretário a correção devida e a informação correta dos números. “Precisamos conhecer definitivamente os dados corretos para entender qual o tamanho do buraco nas contas do governo”, disse. Ele lembrou que no final do ano o rombo era de R$ 2,6 bilhões, demonstrando no meio do ano uma insolvência de R$ 1,8 bilhão – despesas líquidadas e não pagas - sendo que agora, no mês de outubro, não se tem a noção exata de como está a situação.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar