Política

Ernesto Marques joga lenha na fogueira do PED

[Ernesto Marques joga lenha na fogueira do PED]
11 de Novembro de 2013 às 06:12 Por: Alessandro Isabel (twitter: @alesandroisabel)
Cinco chapas estão no páreo para a disputa do Processo de Eleição Direta (PED) do Partido dos Trabalhadores (PT) a direção estadual da legenda. O pleito segue a todo vapor neste domingo (10) com o processo de votação dos postulantes e militantes. O Colégio Estadual Duque de Caxias, no bairro da Liberdade, foi o local escolhido pelo radialista Ernesto Marques – da Chapa 450, "Partido mais forte" –, para depositar a cédula de votação.

Ao lado do deputado Marcelino Galo, Ernesto voltou a reafirmar o que tinha adiantado ontem (09) para o Bocão News sobre o aparecimento de uma segunda lista onde constaria o nome de pessoas não aptas para o voto. Ele também alardeou para a informação de que outros pontos de votação foram instalados em locais não indicados, impossibilitando o trabalho de fiscalização dos votos.

Sobre a atual presidência, hoje gerenciada por Jonas Paulo, Ernesto conta que sempre se colocou no bloco de oposição aos projetos, decisões e visões do atual representante estadual do Partido dos Trabalhadores, mas espera que todo o processo do PED possa transcorrer com total lisura e sem interferências externas.

No campo das denúncias, o radialista ainda delatou um erro creditado a Comissão Organizadora Eleitoral (COE) que divulgou o seu nome na lista de candidatos como Ernesto Dantas, e não Ernesto Marques, como ele é conhecido. “Desde os meus 10 anos de idade que assino tudo como o nome Ernesto Marques e tenho a surpresa de colocar o meu sobrenome Dantas. E mais uma ação que deve me manifestar”, reclamou o petista.

“Estamos agora seguindo para outros pontos de votação para acompanhar o processo de perto. As expectativas são as melhores, mesmo com todas essas irregularidades e vamos continuar no caminho que sempre trilhamos. Vamos seguir e teremos surpresas”, fala com otimismo.

Já sobre a opinião pessoal do nome que escolheria para representar o partido nas eleições estaduais de 2014, ele prefere aguardar a definição da sigla e acredita que os quatro pré-candidatos – Rui Costa, José Sérgio Gabrielli, Luiz Caetano e Walter Pinheiro - têm condições de representar bem a legenda e ainda acrescentou mais dois nomes: o secretário estadual da Saúde, Jorge Solla, e Guilherme Menezes (PT), prefeito de Vitória da Conquista. “Para o PT ótimos candidatos não faltam”.


As demais Chapas e seus respectivos candidatos são:
 

Chapa 410 - Lourival Tranquilo – "Constituinte, terra, trabalho e soberania".
Chapa 420 - Hipólito de Brito – "O partido é a militância"
Chapa 430 - Everaldo Anunciação – "Partido de lutas e de mudanças"
Chapa 470 - Wanderson Pimenta – "Militância socialista"

Foto: Juarez Matias | Bocão News


Publicada no dia 10 de novembro de 2013, às 11h41
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar