Política

Joseildo se diz perplexo com decisão judicial e prega inocência

[Joseildo se diz perplexo com decisão judicial e prega inocência]
13 de Novembro de 2013 às 07:56 Por: Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)
Após receber a notícia de condenação judicial por supostas irregularidades à frente da prefeitura de Alagoinhas, o deputado estadual Joseildo Ramos (PT) enviou nota oficial à imprensa em que diz estar consternado com a notícia. Isto porque, segundo ele, há total certeza de sua inocência no fato.
 
O deputado diz que a certeza é tal especialmente porque o autor original da ação que motivou a condenação, o Ministério Público Estadual, já declarou em caráter oficial que cometeu um erro e que o fato “não apresenta qualquer indício de má-fé, dolo e nem prejuízo ao erário municipal”, e que “reconheceu que a decisão do TJ foi ‘omissa, contraditória e obscura’”.
 
Além de defender Joseildo, o MP teria inclusive reiterado que as contratações supostamente irregulares que o ex-prefeito fez estavam de acordo com os ditames da lei e que, para reparar o malfeito, a corte deveria desfazer a decisão. Em busca de garantir isto por força de instâncias superiores, os advogados do deputado entraram com habeas corpus no STJ, desta vez solicitando reconhecimento da prescrição do fato.
 
O parecer anterior do ministro Marco Aurélio Belizze, de acordo com o deputado, não tratava deste fato, mas sim de uma solicitação para que o TJ sustasse qualquer providência em razão do que foi julgado pela corte baiana. Para o petista, a prova de sua condução correta dos dois mandatos de prefeito é a de que todas as suas contas do período foram aprovadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios com louvor.

Publicada no dia 12 de novembro de 2013, às 16h15
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar