Política

Governo lança última revista institucional sem Jaques Wagner

[Governo lança última revista institucional sem Jaques Wagner]
28 de Março de 2014 às 11:17 Por: Juliana Nobre (Twitter: @julianafrnobre)

O balanço dos sete anos de governo Wagner resultou em uma revista lançada na noite desta quinta-feira (27), no Palácio Rio Branco, em Salvador. Pela primeira vez, o governador Jaques Wagner não compareceu ao evento, sendo representando pelos pré-candidatos, Rui Costa, Otto Alencar e Robinson Almeida. Os secretários da Casa Civil, Infraestrutura e Comunicação, respectivamente, analisaram positivamente as ações governistas e ressaltaram as principais delas.


Para a campanha eleitoral, a chapa governista vai reforçar as conquistas em três eixos: social, democracia e desenvolvimento. O secretário da Comunicação afirmou que o governo Wagner foi o que mais investiu na área social, fez os métodos republicanos com as prefeituras e a sociedade civil e foi o estado que mais cresceu em relação à média nacional, trazendo investimentos públicos e privados. O gestor lembrou ainda do programa Todos Pela Alfabetização, Água Para Todos, hospitais estaduais, Pacto Pela Vida, e recordes de empregos.

Na infraestrutura, Otto Alencar destacou as 530 mil ligações elétricas em domicílios rurais. “Ainda faltam 170 mil, mas estamos aguardando a liberação de recursos pelo Ministério de Minas e Energia repassar o recurso, que deixaram de fazer, e o programa parou”, alfinetou o secretário ao ministro Edison Lobão (PMDB). Otto destacou ainda os 7,5 mil km de estradas recuperadas e novas para regiões isoladas do estado. Citou a recuperação do setor hidroviário e ferroviário.

De acordo com o secretário, a Ferrovia de Integração Oeste-Leste está avançada, mas ainda depende das licenças ambientais que acabaram atrasando as obras. São oito postos de trabalho somente nesta obra. Sobre o ferry boat, Otto garante que não foi a pedra no sapato da sua gestão, mas uma decisão corajosa de mudar o sistema. “De coibir um processo de desvio de recurso, de caixa dois, de falta de respeito com o usuário. Encontrei o sistema sucateado e não fui eu que sucateei. Estamos recuperando os barcos. Temos cinco e mais dois em recuperação”, garantiu. Outros dois ferries novos devem chegar no mês de abril.



Já Rui, disse que será um desafio manter as ações do governo Wagner, mas não impossíveis. A Casa Civil deve entregar um relatório sobre as ações dos últimos sete anos. “Mostrando que esse governo foi o que mais realizou na história da Bahia, como a de abastecimento, habitação, estradas. É um governo que fez muito em pouco tempo”, ressalto em tom de campanha eleitoral.

  Nota originalmente publicada às 21h08 do dia 27/03
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar