Política

Rui e Otto são absolvidos de condenação por propaganda antecipada

[Rui e Otto são absolvidos de condenação por propaganda antecipada]
01 de Abril de 2014 às 06:47 Por: Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)

A Procuradoria Regional Eleitoral da Bahia (PRE) tentou condenar os pré-candidatos ao governo do estado, Rui Costa e Otto Alencar, por propaganda antecipada, mas o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TER) absolveu os dois na última quinta-feira (27). O juiz Salomão Viana negou o pedido de interrupção imediata do Programa de Governo Participativo, promovidos pelo Partido dos Trabalhadores.

De acordo com a representação, o ato configura-se como propaganda eleitoral durante os eventos, ocorridos em municípios do interior do estado, configurando "cenário típico de campanha eleitoral" e "discursos proferidos com clara conotação de campanha”. Segundo o magistrado, de acordo com o art. 36-A da Lei 9.504/1997, não pode ser considerada propaganda antecipada a participação de Otto e Rui em seminários ou congressos em ambiente fechado.

O juiz afirma que se o PT já escolheu o seu candidato informalmente não há possibilidades de exigir que seus nomes não sejam mencionados em ambientes fechados. Viana ainda compara a situação com permissão de pré-candidatos darem entrevistas ou participarem de debates em rádio, TV ou internet, inclusive com apresentação de plataformas de campanha.

Na representação, a PRE solicitava que os pré-candidatos e o PT pagassem multa diária de R$ 25 mil e mais R$ 50 mil, cada um, pela condenação.
 

Publicada no dia 31 de março de 2014, às 18h09
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar