Cidades

Câmara de Itaparica aprova moção de repúdio ao serviço prestado pelo sistema ferry-boat durante pandemia

[Câmara de Itaparica aprova moção de repúdio ao serviço prestado pelo sistema ferry-boat durante pandemia]
17 de Maio de 2021 às 16:03 Por: Vagner Souza/BNews Por: Marcos Maia

A Câmara Municipal de Itaparica aprovou uma moção de repúdio, em face da empresa Internacional Travessias, responsável pela administração do sistema ferry-boat, pelo "serviço que vem prestando a todos da comunidade de Itaparica" durante a pandemia.

De acordo com os vereadores, a empresa não estaria tendo o "mínimo" de "cuidado" com os protocolos de prevenção a Covid-19 durante a crise sanitária provocada pela doença.

A moção, aprovada na última quinta-feira (13), fala em "falta de respeito" com os usuários que precisam usar o serviço para ir ao trabalho, e acusa a empresa de descumprir horários e, consequentemente, provocar aglomerações.

"A supracitada empresa inclusive, cerca todas as áreas públicas do Terminal Bom Despacho, não permitindo o acesso livre ao Banco, Igreja Católica, Lanchonete e etc, principalmente aos finais de semana quando os ferrys não trafegam, fazendo do local um verdadeiro curral", afirma o documento.

Outro Lado

O BNews procurou a Internacional Travessias na tarde desta segunda-feira (17), para verificar a disponibilidade da empresa em comentar o teor da moção de repúdio. Por meio de nota, a empresa disse que tem cumprido as determinações e protocolos das autoridades quanto à prevenção e combate ao novo coronavírus. 

Entre as medidas citadas pela Internacional Travessias estão a obrigatoriedade do uso de máscaras por passageiros e tripulação; disponibilização de álcool em gel; higienização das embarcações e terminais, bem como a limitação da capacidade dos barcos para pedestres.

“Temos solicitado insistentemente para que os usuários se conscientizem e ajudem a se proteger, evitando aglomeração e mantendo distanciamento mínimo. Para o distanciamento, a empresa também demarcou espaços com “x” para auxiliar em filas e demais locais de acesso”, acrescentou por meio do comunicado.  

A empresa negou que exista descumprimento de horários de saídas dos ferries, e ponderou que a operação é diariamente fiscalizada. Ressaltou também que os horários das embarcações  estão “modificados e reduzidos por determinação de decreto estadual para atender às restrições do contexto de enfrentamento da pandemia”.

“Não existem fechamento de acessos a estabelecimentos ou circulação das pessoas. Todas as providências em ralação ao acesso ocorrem devido a controles para evitar aglomerações, bem como manter o controle de entrada e saída de pessoas no terminal”, concluiu.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar