Cidades

Bruno Reis tem expectativa de resolver impasse com rodoviários da CSN ainda nesta semana

[Bruno Reis tem expectativa de resolver impasse com rodoviários da CSN ainda nesta semana]
21 de Julho de 2021 às 12:26 Por: Aline Reis/BNews Por: Aline Reis e Luiz Felipe Fernandez

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), afirmou nesta quarta-feira (21) que tem a expectativa de que o impasse com os rodoviários da concessionária CSN possa ser resolvido nesta semana, com a liberação para pagamento das indenizações por parte dos trabalhadores que não foram empregados pela Prefeitura. Nesta terça-feira (20), ele esteve novamente em Brasília, desta vez para se reunir com o ministro da Economia, Paulo Guedes, em busca da liberação de crédito extra para custear o serviço. Desde o início da pandemia até hoje, a Prefeitura já desembolsou cerca de R$ 140 milhões para equilibrar as contas.

Na semana passada, o Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT5-BA) homologou o acordo entre o Município de Salvador, o Sindicato dos Rodoviários e o Grupo Concessionária Salvador Norte. Segundo Bruno Reis, resta agora resolver somente a "questão burocrática" para que a Prefeitura conceda o crédito para que a empresa pague devidamente as pendências trabalhistas.

"O acordo já foi homologado e a expectativa é que essa semana ainda possa ser resolvida a questão burocrática, cumpridas as exigências, os prazos legais, para que a Prefeitura poss fazer esse crédito com o objetivo específico de indenizar os trabalhadores, por um razão social e pelo momento de excpecionalidade que estamos vivendo", destacou o prefeito em coletiva de imprensa, reiterando a crise econômica agravada pela pandemia de Covid-19.

Tema recorrente na agenda do prefeito, a dificuldade para equilibrar as contas do transporte público é enorme e não é exclusividade de Salvador. Com o aumento do preço do combustível e a drástica redução da circulação de pessoas para tentar evitar a disseminação da doença, o serviço que já era defasado passou a dar prejuízo nas grandes cidades do país.

Bruno defende publicamente uma intervenção do Governo Federal, como, por exemplo, no subsídio das gratuidades das passagens dos idosos, que somados aos estudantes chega a representar 30% do público de passageiros na capital baiana.

A reunião com Guedes, apesar de não ter sido resolutiva, foi uma "boa conversa" e indica "caminhos" futuros para o país. Segundo o prefeito, o Brasil está próximo de cumprir a "meta fiscal" e pode ter alguma "sobra" para ser destinada a ajudar os municípios a custearem o transporte rodoviário urbano, hoje responsável por tirar o sono do gestor.

"Efetivamente, este [o transporte] é um dos meus problemas hoje. Aliás, isso consome pelo menos 30% dos meus dias, todos os dias", pontua.

Classificação Indicativa: Livre


Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar