Coronavírus

"Se reforma da previdência era essencial antes da crise, agora é imprescindível", diz ACM Neto

[
Por: Vagner Souza/ BNews Por: Luiz Felipe Fernandez 0comentários

O prefeito ACM Neto confirmou a intenção de que o projeto da reforma da Previdência do município seja votada o quanto antes. Durante coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira (25), o democrata respondeu ao BNews que se a proposta já se mostrava "essencial antes da crise", agora é "imprescindível" que seja aprovada, para equilibrar os cofres públicos e ajudar no combate ao surto de coronavírus.

Neto disse que todos os dias reza para que, no futuro, a diminuição na arrecadação da Prefeitura não resulte em cortes nos salários dos servidores públicos municipais.

"Rezo todo dia, sabe que sou uma pessoa de muita fé, rezo hoje todo dia para daqui a algum tempo não ter que anunciar corte de salário de servidor. Essa é a nossa situação hoje, no Brasil, e não da pra gente esconder", assegura. O prefeito admitiu que já tem discutido corte de despesas com as secretarias e demais funcionários. "Nenhum prefeito ou governador tem noçaõ do impacto dessa crise nas suas receitas [...] não tenha dúvida, se a reforma já era essencial antes da crise, agora ela se tornou imprescindível, inevitável, urgentíssima", completou.

A possibilidade da Câmara Municipal de Salvador experimentar pela primeira vez uma votação não presencial é grande. O presidente da Casa, Geraldo Júnior, já havia comunicado em conversa com o BNews, que a questão é avaliada. O prefeito ACM Neto lembrou que o Congresso Nacional tem atuado com agilidade para garantir a votação de projetos "essenciais" à nação brasileira, e espera que o exemplo seja seguido também na capital baiana.

Os vereadores da base de Neto já se posicionaram a favor da votação da proposta. Segundo o grupo, a crise da Covid-19 tem trazido gastos extras para o município, e que por isso é fundamental que o tema seja aprovado o quanto antes. 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas