Coronavírus

Sem sanção de Rui Costa, presidente da AL-BA promulga lei que inclui igrejas como atividade essencial

[Sem sanção de Rui Costa, presidente da AL-BA promulga lei que inclui igrejas como atividade essencial]
07 de Abril de 2021 às 07:23 Por: Vagner Souza/BNews Por: Luiz Felipe Fernandez

A Lei n° 14.311, que inclui templos religiosos e igrejas na lista de atividades essenciais, foi promulgada pelo presidente da AL-BA, Adolfo Menezes (PSD), mesmo sem a sanção do governador Rui Costa (PT).

A proposta tem causado polêmica em razão da fase vivida pelo estado e todo país na pandemia de Covid-19. Mesmo após conseguir estabilizar a taxa de crescimento de casos, a Bahia registrou nas últimas 24h outros 3581 casos e 122 óbitos decorrentes da doença.

Com a lei, publicada na manhã desta quarta-feira (7) no Diário Oficial, as igrejas e templos vão poder funcionar assim como outros estabelecimentos considerados essenciais, desde que "observados atos e protocolos sanitários estabelecidos pelo Poder Executivo".

De acordo com o texto promulgado, a "atividade religiosa" passa a ser considerada como "essencial para a população do Estado da Bahia em tempos de crises ocasionadas por moléstias contagiosas, epidemias, pandemias ou catástrofes naturais".

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar