Eleições 2020

Para viabilizar candidatura, Targino alega “escanteamento” em Feira e pede no TRE desfiliação do DEM

[Para viabilizar candidatura, Targino alega “escanteamento” em Feira e pede no TRE desfiliação do DEM]
Por: Arquivo / BNews Por: Victor Pinto 0comentários

O pré-candidato a prefeito de Feira de Santana e deputado estadual, Targino Machado (DEM), ingressou no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) com pedido de destilação do DEM. Pelo visto, as tratativas do parlamentar com a sigla para viabilização do seu nome na concorrência pela prefeitura feirense não prosperaram. A solicitação foi ingressada no dia 19/03 e está sob análise do juiz Henrique Gonçalves Trindade. 

O político repete a ação que havia deixado de lado nos últimos dias. 

Targino e o ex-prefeito de Feira, Zé Ronaldo (DEM), cacique da legenda, não se entendem. O DEM, na cidade, deve apoiar o atual prefeito, Colbert Martins (MDB), na corrida pela reeleição.

Ele alega que desde o ano de 2019 o parlamentar “vem lutando junto ao seu partido para poder participar e contribuir com o fortalecimento” e “tem percebido seu “escanteamento”, pois não tem sequer sido convocado para reuniões e convenções do diretório no município (não foi convocado para nenhuma delas)”. Na mesma petição inicial, Targino se coloca como “o candidato a deputado estadual mais votado da história no município de Feira de Santana, com a impressionante e inédita marca de 42.269 votos somente neste município [Feira]. 

O deputado elenca uma série de fatos para tentar comprovar o “escaneamento” e assim justificar a sua saída da sigla para não ser enquadrado na lei da infidelidade partidária. O pedido se vale como tentativa de migração e não perder seu mandato na Assembleia Legislativa da Bahia.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas