Eleições 2020

Barraco no PSB! Marcelo Nilo roda a baiana e sobra farpa até para Lídice; saiba o que rolou

[Barraco no PSB! Marcelo Nilo roda a baiana e sobra farpa até para Lídice; saiba o que rolou]
Por: Henrique Brinco 0comentários

Não convidem Marcelo Nilo e Rodrigo Hita para a mesma festa. A chapa esquentou no PSB baiano após uma troca de farpas entre o deputado federal e o presidente da Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM), também do partido. Tudo porque os dois brigaram feio durante uma reunião para tomar a decisão de quem seria o pré-candidato à prefeitura de Poções (BA). O partido decidiu apoiar o atual prefeito Leandro Araújo Mascarenhas (PTB).

Nilo queria ter a prerrogativa de escolher o candidato, já que foi o mais bem votado na cidade, mas teve a própria indicação preterida. O clima esquentou na reunião, com farpas para todos os lados. Em um dos momentos mais acalorados, Nilo chegou a chamar Hita de "menino sem voto" - ele é sobrinho da deputada federal e atual presidente do PSB, Lídice da Mata. Argumentou, ainda, que Leandro Araújo é aliado do deputado estadual oposicionista Sandro Régis (DEM).

Em um dos momentos, o deputado ameaçou, inclusive, deixar o partido. Na reunião, Nilo também esculhambou a articulação política do governador Rui Costa (PT). Ele disse que iria deixar a base petista após a reunião. Pessoas de fora do núcleo íntimo da agremiação acabaram sendo incluídas na conversa, realizada online em um aplicativo de conferências, e a briga acabou vazando.

Procurados pelo BNews, Nilo e Hita tentaram colocar panos quentes no caso, mas confirmaram o teor da conversa. O deputado federal disse, no entanto, que a briga foi com a própria Lídice. "Não houve discussão nenhuma, houve uma divergência política. Não foi com Hita, foi com a própria deputada Lídice. Foi discordância política no processo lá em Poções", declarou. Ele reafirmou as críticas à articulação de Rui, mas disse que nunca falou em romper com o Palácio de Ondina. "Isso aí é público. O governo não tem uma coordenação política", criticou.

Nilo fez questão de pedir para a reportagem registrar que ele não está satisfeito com o partido. "Estou chateado, decepcionado. Sou o mais votado em Poções e fui o primeiro a pedir para a Executiva que tinha candidato à prefeito", declarou, anunciando que vai levar o a questão para a Executiva Nacional do partido. Nos bastidores, a avaliação é que a recusa contra o candidato de Nilo teve a bênção de Lídice, num movimento friamente calculado para evitar que ele abocanhe o partido para si.

Hita também foi procurado pela reportagem e ironizou a treta. "Não teve treta, não. Respeito muito o deputado Marcelo. Sou mais novo e aprendi a respeitar os mais velhos", disse. "Sou mais novo, tenho que respeitar. Ele é mais velho", completou, afirmando que o candidato de Nilo não conseguiu um único apoio para o candidato indicado por ele. "Ele não conseguiu apoio de nenhum membro". Lídice não foi encontrada até a publicação da matéria para comentar o caso. Climão pesado!

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas