Eleições 2020

Denice comenta apoio de Rui a Isidório: "Eleição não é um espaço para as pessoas brigarem"

[Denice comenta apoio de Rui a Isidório:
Por: Divulgação/Mila Cordeiro Por: Henrique Brinco 0comentários

A Major Denice Santiago (PT) evitou tecer críticas ao Pastor Sargento Isidório (Avante), vice-líder nas pesquisas de intenção de voto em Salvador e apoiado pelo governador Rui Costa (PT). O deputado federal é notoriamente conservador e protagonizou polêmicas ao fazer declarações consideradas machistas e homofóbicas.

"O governador está dialogando com um partido da base aliada. Ele tem ligações pessoais e políticas com o Pastor Sargento Isidório. Isso não pode ser negado por conta da eleição. Eleição não é um espaço para as pessoas brigarem ou se digladiarem. É um espaço de construção e de respeito", declarou, ao ser questionada sobre o assunto pelo BNews.

Indagada se o PT apoiaria Isidório em um eventual segundo turno, Denice se esquivou: "O foco da gente é agora no primeiro turno. Segundo, meu querido, nem sequer vislumbro a possibilidade de, em existindo um segundo turno, nós não sermos eu e Fabíola estamos. Só se for eu e Fabíola contra Sargento Isidório. Não tem problema, também".

O campo de Rui adotou uma estratégia de fatiar toda a base aliada, lançando quatro candidaturas para forçar um eventual segundo turno. São postulantes pelo Palácio de Ondina a Major Denice Santiago, Olívia Santana (PCdoB), Bacelar (Podemos) e o próprio Isidório. Denice aparece atrás de Isidório e de Olívia Santana nas enquetes junto ao eleitorado. Críticos da articulação avaliam que o arranjo pode favorecer o líder evangélico.

Segundo pesquisa Real Time Big Data divulgada pela RecordTV Itapoan na última sexta-feira (11), Major Denice ainda tem um longo caminho para conseguir polarizar Bruno Reis. No levantamento estimulado, ou seja, quando os nomes foram apresentados ao entrevistado, Bruno  apareceu com 33%, Sargento Isidório  com 12%, Lídice da Mata (PSB) com 10%, Olívia Santana (PCdoB) com 6%, Major Denice com 5%, Cezar Leite (PRTB) com 4%, Bacelar (PODE) e Hilton Coelho (PSOL) com 1% cada e Celsinho Cotrim (PROS) não pontua. Brancos e nulos somam 18% e não opinaram 10%.

O Instituto RealTime Big Data ouviu 1.000 entrevistados, entre os dias 8 e 10 de setembro. Com uma margem de erro de 4 pontos percentuais, a pesquisa tem nível de confiança de 95%. Ela foi registrada com o número BA 04134/2020. O cenário deve mudar no próximo levantamento, com a desistência de Lídice para apoiar a Major.

Leia também: Rui se esquiva ao ser questionado sobre favoritismo de Isidório na oposição: "No dia 15 de novembro você me pergunta"

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas