Eleições

Maurício Barbosa exalta redução da violência na Bahia e critica "politicagem" nas eleições

[Maurício Barbosa exalta redução da violência na Bahia e critica "politicagem" nas eleições]
10 de Setembro de 2018 às 20:41 Por: Divulgação Por: Henrique Brinco

O secretário de Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, destacou em entrevista ao BNews os números de redução da violência no Estado nos últimos anos. A insegurança pública é um dos principais assuntos abordados pelos postulantes ao Palácio de Ondina em 2018. Para ele, o debate a respeito do problema da criminalidade deveria ser federal e está sendo tratado como "questão politiqueira barata" pelos adversários do Governo.

"Nós tivemos uma redução no Estado de 8%. São quase 300 vidas preservadas em comparação com o ano passado. Redução de roubo a banco em 20%. É o terceiro ano consecutivo que temos apresentado queda de roubos a bancos. Redução de crimes praticados dentro de transporte coletivo de 35%. Roubo de veículos com uma redução de 2%. Nunca, em nenhum momento que nós passamos ao longo de todos os anos tivemos redução de índices criminais", destaca Barbosa.

Indagado pelo BNews sobre o destaque dado ao tema pelos concorrentes de Rui Costa (PT), o secretário critica. "O que eu quero é que nessa política a gente passe a discutir os problemas sérios da segurança pública e que não se use a ferramenta da crítica pela crítica como forma de se promover politicamente. Independente de estar como secretário de segurança pública, sou delegado de Polícia Federal, sou policial, me solidarizo com todos os policiais e a população em geral que são vítimas da violência".

Para ele, a segurança pública "tem sido renegada ao segundo plano" nos últimos 30 anos no Brasil. "Nós temos a Constituição Federal, que depois de 30 anos promulgada, nunca foi alvo de uma regulamentação no capítulo que se refere a segurança pública. É muito fácil hoje chegar e criticar o trabalho de quem quer que seja e apontar os defeitos de uma coisa que não é estadual. É uma coisa nacional. Você olha que os estados, do Norte ao Sul, padecem dos mesmos problemas. Você acha que um governador que chega agora tem condições de virar a página se não for em comum acordo com o Governo Federal?".

"Venham as propostas, as discussões, mas a crítica pela crítica soa como  uma questão politiqueira barata. E a segurança pública merece muito mais do que mera politicagem barata. Que se coloquem as propostas, que se façam as críticas, mas que digam que vão fazer diferente para que assim a gente possa comparar o que candidato A ou B está prometendo", completa ele, que defende um esforço maior do Governo Federal para solucionar o problema.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar