Eleições

Dirceu diz que defendia Wagner como plano B à Presidência, mas ex-ministro 'declinou'

[ Dirceu diz que defendia Wagner como plano B à Presidência, mas ex-ministro 'declinou']
11 de Setembro de 2018 às 16:40 Por: Vagner Souza/BNews Por: Henrique Brinco e Alexandre Santos

Um dos principais fiadores do nome de Jaques Wagner como plano B do PT à Presidência da República, o ex-ministro José Dirceu afirmou nesta terça (11), em Salvador, que ex-governador da Bahia “declinou” da missão.

"Defendia, no passado. Porque é público e notório que Jaques Wagner declinou e que o [Fernando] Haddad é o candidato do presidente Lula. Não há no PT nenhuma divergência sobre a candidatura do Haddad", disse Dirceu, durante lançamento de sua autobiografia, no Centro Cultural da Câmara de Vereadores da capital.

Ao avaliar o cenário em que Lula estivesse apto na disputa, o ex-ministro considera que o ex-presidente seria eleito no primeiro turno. “A Justiça o impediu inconstitucionalmente de ser candidato", diz em reação a decisão do Tribunal Superior Eleitoral que barrou a candidatura do ex-presidente com base na Lei da Ficha Limpa.

Sem o “plano L” no páreo, Dirceu diz apostar todas as fichas no agora substituto da cabeça de chapa petista. "Haddad reúne todas as condições de ser o presidente da República", declarou.

"Perder eleição não é demérito para ninguém. Fernando Henrique perdeu eleição", respondeu Dirceu ao ser indagado sobre a derrota sofrida por Haddad, em 2016, quando perdeu a Prefeitura de São Paulo para João Doria (PSDB).

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar