Eleições

“Gualberto precisa regular a bússola da política dele”, rebate presidente do PT

[“Gualberto precisa regular a bússola da política dele”, rebate presidente do PT ]
17 de Setembro de 2018 às 11:33 Por: Dinaldo Silva/Arquivo Bocão News Por: Fernanda Chagas

Para o presidente estadual do PT, Everaldo Anunciação, o deputado federal João Gualberto, “precisa regular a bússola da política dele”. 

Em entrevista ao BNews, Gualberto, que preside o PSDB na Bahia, afirmou não apenas que o “PT mente o tempo todo” e retirou diversos direitos dos trabalhadores, como também não hesitou em enfatizar que “a turma de Temer está lá no Palácio de Ondina”, nominando o PP, o PR e o PSD.  

Como resposta, o dirigente petista foi taxativo: “Gualberto precisa regular a bússola da política dele. Todo mundo sabe que quem dá sustentação a Temer, às falcatruas de Temer, quem se aliou ao MDB e ao DEM para, sem nenhuma prova, aplicar o golpe na democracia que derrubou a presidente Dilma (Rousseff) foi o PSDB, que ele preside”. 

Para Everaldo, a declaração de Gualberto apenas ratifica “o que ele pensa sobre ele e sua turma de que todos os políticos são mentirosos”. 

“Afinal, a mentira do PT é a verdade que ele não quer enxergar, mas que vai trazer de volta alguém comprometido com o país, cuja realidade hoje exclui mais 40% de jovens no Enem somente Bahia, sem esperança de cursar uma faculdade porque o Governo Federal não tem a Educação como prioridade. E em busca dessa verdade o povo está aí ratificando o nome de Haddad (Fernando) e na Bahia incontestavelmente o de Rui (Costa) e Jaques Wagner”, contestou, citando os baixos índices de popularidades dos candidatos apoiados pelo tucano: o presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB) e Zé Ronaldo (DEM), que busca uma vaga ao governo da Bahia.
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar