Mundo

Após pronunciamento da China, Brasil, Coreia do Norte e México são os únicos a ignorar vitória de Biden

[Após pronunciamento da China, Brasil, Coreia do Norte e México são os únicos a ignorar vitória de Biden]
13 de Novembro de 2020 às 11:31 Por: Reprodução/Twitter Por: Redação BNews

Em coletiva nesta sexta-feira (13), o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin, reconheceu a vitória de Joe Biden na eleição dos Estados Unidos. Com o ato, somente o Brasil, México e Coréia do Norte ainda nõa se pronunciaram sobre o resultado, mesmo após uma semana da imprensa americana ter projetado o resultado.

"Respeitamos a escolha do povo americano. Estendemos nossos parabéns ao sr. Biden e à sra. Harris", declarou Wang Wenbin. A autoridade, contudo, ressaltou que ainda aguarda o resultado das contestações judiciais protocoladas por Donald Trump.

Na Rússia, um porta-voz do presidente Vladmir Putin afirmou no início da semana que vai aguardar o "anúncio oficial", posicionamento defendido também por Andrés Manuel López Obrador, presidente mexicano.

Fiel aliado do republicando Donald Trump, o presidente Jair Bolsonaro, por outro lado, ignorou o resultado da eleição norte-americana pelo sexto dia consecutivo. Nesta quinta-feira (12), ele ironizou ao perguntar se a disputa já havia sido encerrada.

A apuração nos Estados Unidos não foi finalizada, mas todas as projeções já confirmam a vitória de Joe Biden, o que normalmente é respeitado em todos os processos eleitorais. A última vez que algum candidato entrou com recurso judicial foi em 2000, na briga entre Bush e Al Gore.

Desde antes da eleição presencial, o atual presidente Donald Trump já ensaiava o descontentamento com o resultado e contribuiu para a desconfiança geral do processo eleitoral. Não há, no entanto, nenhuma evidência de fraudes ou erros de contagem até o momento.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar