Política

Plano Nacional de Educação é uma forma de fazer política, admite Lula

[Plano Nacional de Educação é uma forma de fazer política, admite Lula ]
24 de Outubro de 2015 às 09:26 Por: Paulo M. Azevedo Por: Rodrigo Daniel Silva (Twitter: @rodansilva)
Com a voz embargada, o ex-presidente Lula disse, na noite desta sexta-feira (23), que é preciso se estabelecer claramente qual é o papel do prefeito, do governador e do presidente na área de Educação "para que ninguém fique jogando o fracasso em cima do outro e roubando o sucesso do outro". O ex-presidente participa do evento do Plano Nacional de Educação (PNE), no Hotel Fiesta, em Salvador.
 
Em seu discurso, Lula disse que o país só vai melhorar quando se terminar "a revolução da educação". "Este plano permite que a gente cobre internamente o partido, mas também que faça oposição qualificada", afirmou.
 
Lula disse ainda que o PNE é uma forma dele fazer política pelo País "tocando em outros assuntos e não ficando na mesmice" enquanto os adversários o atacam com manchetes pela mídia. "Quando nascia uma criança (antigamente) a gente já sabia quem iria ser doutor ou não (...) A maioria estava predestinada a ser nada na vida", pontuou. "Nunca antes na história alguém fez tanto pela educação como nós vamos fazer daqui pra frente", acrescentou. Lula voltou a dizer que entrará para a história como o presidente que mais fez universidade no País.
 
 
Publicada no dia 23 de outubro de 2015, às 22h
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar