Política

Bellintani revela preferência por Centro de Convenções próximo ao Pelourinho

[Bellintani revela preferência por Centro de Convenções próximo ao Pelourinho]
06 de Janeiro de 2017 às 11:38 Por: Eliezer Santos 0comentários

O secretário municipal de Desenvolvimento Urbano e Econômico, Guilherme Bellintani, afirmou nesta quinta-feira (5) que, assim como o governador Rui Costa (PT), tem preferência pela instalação do Centro de Convenções no Comércio ou área próxima ao Centro Histórico de Salvador.    

“Eu vejo com bons olhos um Centro de Convenções que esteja muito próximo ao Centro Histórico, porque você mata dois coelhos com uma cajadada só. Primeiro você tem um equipamento necessário à cidade e você ainda joga cinco, seis mil pessoas diariamente para consumir em restaurantes, para comprar nas lojas, para fazer toda aquela movimentação necessária. Hoje o Centro de Convenções no Jardim Armação fica um pouco isolado...ele não interage com a cidade”, declarou em entrevista ao programa Se Liga Bocão, na Itapoan FM.

“Acho que tem perdas para o trade, para a indústria hoteleira, mas se compensam com um viés de reestruturação urbanística e valorização do Centro Histórico”, completou.  

Bellintani garantiu que o objetivo da prefeitura é cooperar com o governo estadual e não pensa em construir de forma independente um centro municipal. “Nossa compreensão antecipada é ter um único Centro de Convenções”.

Apesar da preferência, Guilherme Bellintani acredita que não há “lugar ideal” para o empreendimento, e sim, urgência em viabilizar seu retorno, inclusive no mesmo local.

“Em parte eu concordo. A manutenção do Centro de Convenções onde está hoje, manteria uma lógica de instalação de hotéis que foram para lá, manteria uma distância mais próxima do aeroporto, é um lugar próximo das praias, mas eu tenho outro olhar. O Centro de Convenções deve ser instalado onde for possível, não necessariamente num lugar ideal”.

O secretário explicou ainda que o projeto para a construção de um shopping na área do antigo Aeroclube está mantido, mas foi paralisado por decisão dos investidores devido ao momento de crise financeira do país.

Publicada originalmente em 05/01 às 19h38

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas