Política

Deputados Afonso Florence e Waldenor são cotados para assumir Secretaria de Educação

[Deputados Afonso Florence e Waldenor são cotados para assumir Secretaria de Educação]
10 de Janeiro de 2019 às 09:30 Por: Arquivo BNews Por: Guilherme Reis e Tamirys Machado0comentários

Os nomes dos deputados federais Afonso Florence (PT) e Waldenor Pereira (PT) foram ventilados durante a reunião da executiva do partido para assumir a Secretaria de Educação da Bahia. O cargo é desejado pelo Partido dos Trabalhadores que pleiteia mais espaço no secretariado do governo Rui Costa. A informação foi confirmada pelo deputado estadual eleito Robinson Almeida, na manhã desta quinta-feira (10), durante a inauguração da obra de contenção de encosta em Praia Grande, Subúrbio Ferroviário.

“Foi dado informe sobre alguns nomes, mas não teve uma conclusão em relação ao que o partido vai apresentar na reunião com o governador. O nome de Afonso foi lembrado porque ele reúne essas duas dimensões, é professor de formação experiencia de ensino, conhece a estrutura da educação, também foi lembrado o de Waldenor que é ex-reitor da Uesb. São lembrados por se encaixarem no perfil que está sendo pensado, mas nada oficial”, disse o parlamentar petista.  

A pasta de Educação é a maior estrutura do Estado, segundo Robinson. “Maior do que qualquer prefeitura, com uma capilaridade enorme, 1300 escolas 800 anexos, 3 mil servidores na ativa , 57 mil aposentados, orçamento de bilhões de reais, então precisa de um gestor que tenha liderança politica par mobilizar o conjunto da comunidade escolar e fazer nesses 4 anos uma melhoria  significava para educação”, ressaltou. 

Ainda conforme o deputado, o partido busca um nome que reúna duas direções: ser técnico e político. “Tem que ser técnico, alguém com conhecimento, experiencia administrativa ou um professor e que também tenha conhecimento político. 

Caso Afonso Florence ou Waldenor assuma a SEC, a coligação terá a vaga para mais um suplente assumir o mandato. Quem sobe nesse caso é Joseildo Ramos, atual líder do PT na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), que concorreu a deputado federal e perdeu nas urnas. O primeiro suplente da coligação é Charles Fernandes do PSD< que já tem cadeira garantida com a inelegibilidade de Luiz Caetano. 

O PT deve se reunir na segunda quinzena de janeiro com o governador Rui Costa.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas