Política

"Não tenho medo de críticas", diz Rui sobre envio de PMs ao Ceará

[
11 de Janeiro de 2019 às 17:47 Por: Divulgação Por: Henrique Brinco0comentários
O governador Rui Costa (PT) minimizou, na manhã desta sexta-feira (11), as críticas que tem recebido de políticos oposicionistas após enviar 100 policiais militares para atuar no combate aos ataques do crime organizado no Ceará. As tropas baianas auxiliam a Força Nacional no estado governado por Camilo Santana, também do PT.
 
"O povo nordestino vai se manter unido contra o crime. Aqui é uma região que cresce economicamente, mas o forte do Nordeste ainda é o turismo. Então, não podemos permitir que a imagem do Nordeste fique manchada como o lugar onde os criminosos mandam. A Bahia perderia muito economicamente e o povo iria sofrer, porque se o crime achar que manda no Nordeste, amanhã poderá ser na Bahia, em Pernambuco ou em outro estado. Aqui tem que ficar claro que quem manda é a lei", declarou o petista em uma entrevista para rádios de Feira de Santana.
 
O petista alfinetou os adversários. "Quero aqui um pedido para que os políticos, independente da sua filiação partidária, deixem de priorizar a política, o seu partido político, e passem a pensar no povo. Passem a agir a favor da população. Quando for o período eleitoral, aí cada um pensa na política. Mas não pode o tempo todo, acaba a eleição e as pessoas não descem do palanque. Continuam fazendo discurso político sem pensar na população. Então, deixem a política um pouquinho de lado e pensem na população".
 
"Não é dando moleza para bandido que nós vamos acabar com a bandidagem. Não é permitindo que o mesmo grupo criminoso toque fogo em um Estado e amanhã ele vai tocar fogo aqui, depois em outro lugar. E ninguém faz nada. 'Não podemos nos unir porque um deputado de oposição pode criticar, um presidente de partido pode criticar'. Eu não tenho medo de críticas. Fui eleito com mais de 75% dos votos do povo para governar e para cuidar da população. Tenho consciência do que fiz. Digo que essa é uma decisão nossa, dos governadores do Nordeste, que vamos  nos unir e nos ajudar para deixar os bandidos fora do Nordeste brasileiro. Vamos dar um recado claro de que aqui eles não vão dominar a sociedade e intimidar os homens de bem", completou Rui.
 
A onda de violência no estado chegou ao 10º dia seguido com 191 ataques confirmados em 43 dos 184 municípios cearenses. A Secretaria da Segurança Pública cearense comunicou que 309 suspeitos de envolvimentos nos crimes já foram detidos.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas