Política

CMS: ACM Neto envia projeto para mudar estrutura da Prefeitura e criar cargos; veja alterações

[CMS: ACM Neto envia projeto para mudar estrutura da Prefeitura e criar cargos; veja alterações]
14 de Março de 2019 às 15:21 Por: Divulgação Por: Henrique Brinco0comentários

O prefeito ACM Neto (DEM) encaminhou para a Câmara Municipal de Salvador um projeto de lei que altera a estrutura organizacional da Prefeitura de Salvador. Segundo mensagem do Executivo enviada  ao presidente Geraldo Júnior (SD), destacam-se alterações no escopo de competências de órgãos e entidades, por meio de inclusão de novas atividades as seguintes mudanças:

I - A alteração na finalidade da SEINFRA para contemplar a gestão do saneamento ambiental como área de atuação do órgão;

II - A inclusão na finalidades da SEDUR da coordenação do programa municipal de parcerias público-privadas e concessões;

III - A inclusão na finalidade da SEMUR da promoção e defesa dos direitos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, com restruturação de sua estrutura para atender à essas novas atividades;

IV - A alteração na finalidade da Fundação Cidade Mãe para incluir a execução de políticas de proteção integral para atendimento às crianças e adolescentes vulnerabilizados pela pobreza, abandono e exclusão social, atendendo às novas orientações nacionais sobre a temática abordada na “Política Nacional de Assistência Social – PNAS”, bem como contemplar a “Tipificação Nacional dos Serviços Sócio Assistenciais”;

V - A inclusão na finalidade da SEMPS das competências relativas às garantias dos direitos da pessoa com deficiência, com a respectiva exclusão desta do Gabinete do Prefeito, além da inclusão das competências voltadas ao bem-estar,proteção e defesa dos animais, com a respectiva exclusão destas da SEMOP, propondo, ainda, a alteração de sua sigla, que passa a ser SEMPRE.

Também está sendo proposta a criação do Conselho Municipal de Promoção e Defesa dos Direitos de Lésbicas, Gays,Bissexuais, Travestis e Transexuais – CMLGBT. O texto também traz a criação de mais de 150 cargos e gerências na SMS, Semtel, SPMJ, Semps, Secult Seinfra, Semop e na estrutura do gabinete do prefeito e da Assistência Militar. Por outro lado, o texto também propõe a extinção de cerca de 70 cargos comissionados e funções de confiança.

"Ressalte-se que o impacto financeiro decorrente da presente iniciativa obedece aos limites legais e orçamentários e será absorvido pela economia decorrente de medidas de racionalização dos gastos públicos", justifica Neto na mensagem.
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas