Política

Após suspensão do Cremeb, deputado Alan Castro diz que não foi intimado por órgão

[Após suspensão do Cremeb, deputado Alan Castro diz que não foi intimado por órgão]
16 de Abril de 2019 às 19:12 Por: Gilberto Júnior / Arquivo BNews Por: Tamirys Machado 0comentários

O deputado estadual Alan Castro (PSD) afirmou que ainda não foi intimado sobre a decisão do Conselho Regional de Medicina, que suspendeu as atividades do parlamentar, que também é médico, por 30 dias. Segundo o órgão o deputado infringiu quatro artigos do Código de Ética Médica. Ao Bnews, o deputado afirmou: “não fui intimado da decisão do CPM, mas já acionei minha defesa para apurar e esclarecer os fatos”. 

Castro foi acusado de infringir o “dispositivo de número 30, que veda “usar da profissão para corromper costumes, cometer ou favorecer crime”; o 60, que proíbe “permitir a inclusão de nomes de profissionais que não participaram do ato médico para efeito de cobrança de honorários”; o artigo 80, que prevê punições para quem “expedir documento médico sem ter praticado ato profissional que o justifique, que seja tendencioso ou que não corresponda à verdade”; e o 81, que pune quem “atestar como forma de obter vantagens”.
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas