Política

Bruno Reis diz que Governo Bolsonaro “bate cabeça” e trava recursos para Salvador

[Bruno Reis diz que Governo Bolsonaro “bate cabeça” e trava recursos para Salvador ]
15 de Maio de 2019 às 16:50 Por: Arquivo/ BNews Por: Redação Bnews 0comentários

O prefeito em exercício de Salvador, Bruno Reis (DEM) avaliou a gestão do governo Bolsonaro e disse que o governo federal está “batendo a cabeça”. Conforme Bruno, Bolsonaro está retirando recursos para obras importantes, a exemplo do Minha Casa, Minha e BRT. O grupo político de Bruno Reis, comandado pelo prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM, ACM Neto apoiou Bolsonaro no segundo turno das eleições, porém, Bruno informou que não há alinhamento automático com o governo federal. 

“Governo está iniciando, batendo a cabeça. A gente lamenta, porque já se passaram quatro meses e ao nosso ver já é tempo suficiente para conhecer a máquina, conhecer os caminhos e os processos dentro da administração pública para evitar deslizes como esse. Eles estão em contenção de recursos, não tem sinalização de como vai ficar o programa Minha Casa, Minha Vida, tivemos um loteamento que eles cancelaram e estamos tentando reativar. Os recursos da segunda etapa do BRT não temos garantia [...] Não temos alinhamento automático com o governo, estamos decidindo ainda se vamos votar a favor da previdência. Vamos votar o que for bom para o país”, avaliou, durante entrevista ao PNotícias, nesta quarta-feira (15).

Bruno Reis comentou também sobre o cancelamento do evento da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre mudanças climáticas que seria realizado entre os dias 19 e 23 de agosto, em Salvador, mas o governo federal cancelou. “O governo federal retirou o apoio e a prefeitura se colocou a disposição para dar todas as condições, evento importantíssimo para nossa cidade”, explicou o prefeito interino.  

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas