Política

Bolsonaro defende Moro e diz que ministro foi alvo de "quebra criminosa"

[Bolsonaro defende Moro e diz que ministro foi alvo de
13 de Junho de 2019 às 13:06 Por: Antonio Cruz/ Agência Brasil Por: Redação BNews 0comentários

O presidente Jair Bolsonaro saiu em defesa de Sérgio Moro nesta quinta-feira (13) ao dizer que atuação dele na Lava Jato “não tem preço” e classificar como “criminosa” a invasão dos celulares do ministro da Justiça e de procuradores. 

Esta é a primeira que ele comenta publicamente o caso da troca de mensagens entre procuradores da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba e Moro, revelado em uma série de reportagens pelo site The Intercept. As conversas mostram que o ex-juiz deu orientações à força-tarefa, o que denotaria uma tentativa de interferir na condução das investigações, em comportamentos proibidos e antiéticos, segundo a publicação. 

"Se vazar o meu [celular] aqui tem muita brincadeira que eu faço com colegas que vão me chamar de louco e tudo aquilo que me chamavam durante a campanha. E houve uma quebra criminosa, uma invasão criminosa. Se o que tá sendo vazado, é verdadeiro ou não", disse Bolsonaro. 

Moro e Deltan têm dito que, embora não possam reconhecer a autenticidade e fidedignidade dos diálogos, não há nada que seja irregular ou impróprio.

Os alvos das conversas denunciaram recentemente que tiveram seus celulares hackeados ilegalmente, o que é crime. A Polícia Federal (PF) instaurou quatro inquéritos para investigar o vazamento de mensagens de celular de procuradores da República e Moro.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas