Política

Arany Santana diz que governo Bolsonaro dá respostas "evasivas" sobre futuro da cultura

[Arany Santana diz que governo Bolsonaro dá respostas
14 de Junho de 2019 às 19:59 Por: BNews/Vagner Souza Por: Henrique Brinco 0comentários

A secretária de Cultura da Bahia, Arany Santana, participou no último dia 23 de maio do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura, junto com vários secretários e dirigentes culturais do Brasil. Com o tema “Desafios da cultura brasileira”, no encontro foram debatidas informações e sugestões sobre as políticas públicas de Cultura, bem como leis de apoio e fomento ao segmento cultural. 

"Esse fórum de dirigentes de cultura se reuniu pela primeira vez neste novo governo numa sessão ordinária exatamente para discutir o destino da cultura no nosso país, partindo do princípio que o MinC foi extinto. Conversamos com o diretor da Ancine [Christian de Castro Oliveira], que conversou bastante conosco", analisa Arany ao BNews.

Segundo a baiana, no entanto, o secretário Especial da Cultura, do Ministério da Cidadania, José Henrique Pires, ainda deixou muitas dúvidas pairando no ar. "O atual secretário do 'MinC reduzido', que nos atendeu, infelizmente não nos respondeu sobre os nossos anseios e angústias. Não obteve respostas, até aquele momento, que viessem a garantir as políticas que conquistamos ao longo do tempo. Eram respostas muito evasivas e nós estamos continuando na luta para que possamos obter, pelo menos, algumas respostas oriundas dos ministérios no sentido de que as nossas políticas possam continuar". 

Segundo Arany, "com a falta de recursos, a garantia de recursos que vinha pela loteria federal, que financiava um fundo que era distribuído para todo o país, nenhuma dessas respostas nós obtivemos".

Outro ponto importante do evento foi avaliar e compartilhar os modelos de gestão em cultura nos diversos estados. "Os estados estão procurando alternativas de sobrevivência. No que tange a Bahia, o Nordeste está se reunindo a partir do consórcio que o governador Rui Costa é presidente", ressalta. "Estamos buscando novas formas de sobrevivência, novas formas de fomento para que a cultura do Nordeste, que é pulsante e importante para o desenvolvimento da nossa região, não sofra consequências e interrupções", completa.

O Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura foi fundado em 12 de novembro de 1983, com função consultiva e opinativa sobre as políticas nacionais e regionais da cultura brasileira, com sede na cidade de Brasília. A organização tem a finalidade de possibilitar a participação e atuação dos estados na formulação de diretrizes básicas de uma política cultural comum, respeitando as características no contexto da diversidade cultural brasileira.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas