Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Prefeitura embarga trio do MBL-BA para manifestação em defesa de Moro na Barra

[Prefeitura embarga trio do MBL-BA para manifestação em defesa de Moro na Barra]
28 de Junho de 2019 às 18:57 Por: BNews Por: Henrique Brinco

O Movimento Brasil Livre Bahia (MBL-BA) procurou o BNews, na noite desta sexta-feira (28), e revelou que o trio elétrico que seria usado na manifestação de domingo (30), no Farol da Barra, foi embargado pela Prefeitura de Salvador. O evento, convocado pela cúpula nacional do grupo, terá como pauta a defesa do ministro Sérgio Moro e da Operação Lava Jato. De acordo com Siqueira Costa Júnior, líder dos ativistas baianos, os documentos haviam sido protocolados na Secretaria Municipal de Trabalho Esporte e Lazer (Semtel) e ele tinha a garantia da pasta de que iria poder levar o veículo ao local.

Segundo Siqueira, a papelada, no entanto, não foi enviada pela pasta para a Secretaria Municipal de Ordem Pública (SEMOP) supostamente por ordens do titular da Semtel, Alberto Pimentel (PSL). "Estive pessoalmente na secretaria e falei com o pessoal", relata o ativista. "Em nenhum lugar do Brasil precisa falar com nenhum tipo de secretaria. É só falar com a Polícia Militar e avisar da manifestação. Quando a gente usa trio elétrico, a gente não usa para fazer atrações musicais. Quem estará lá é o povo".

"Mesmo a gente não concordando, a gente protocolou a documentação e eles ficaram de entrar em contato com a gente. Hoje entraram em contato conosco e não liberaram o espaço para o trio elétrico. Questionamos o motivo e ninguém soube informar. Liguei para o secretário Leo Prates questionando sobre isso. Ele disse que quem está 'empombando' a colocação do trio é Alberto Pimentel. Ou seja, mais uma vez, o casal Pimentel vem tentando impedir as manifestações de pessoas", acusa. Em contato com o BNews, Prates negou que tenha feito essa declaração e afirmou que tem uma boa relação com Pimentel.

Siqueira garante que o MBL, mesmo com a proibição, vai levar o trio para a Barra. O veículo também será utilizado pelo MPB - Médicos Pelo brasil, MPB - Movimentos Patriotas do Brasil, Militância Direita Bahia, Nas Ruas - BA e RWR - Republicana Web Rádio. Os ativistas enviaram para a reportagem anexos dos documentos protocolados na Prefeitura.

Procurado pelo BNews, Alberto Pimentel negou a versão de Siqueira e afirmou que o espaço do Farol da Barra está cedido para a Conmebol, que realiza eventos relacionados com a Copa América. "Inclusive, eles estão pagando impostos para estar ali", respondeu. "Isso não tem nada a ver comigo. Inclusive, nenhum dos movimentos ligados a gente pediram aquele local porque sabem que aquele espaço está cedido", justificou. Segundo Alberto, Siqueira também não teria utilizados os meios corretos para tirar a licença do veículo. "Eu estaria cometendo uma improbidade se usasse da força política para dar um jeitinho [de liberar o trio]", defende-se o secretário.

Briga antiga
Na manifestação pró-Bolsonaro do último dia 26 de maio, também no Farol da Barra, Alberto Pimentel também foi acusado por movimentos de rua de impedir a circulação de trios na região. Os ativistas afirmaram que ele interferiu diretamente para que a Prefeitura não liberasse a circulação de trios de movimentos, como o Reforma Já. E teria ameaçado, inclusive, entregar o cargo na época. Alberto negou veementemente o rumor, classificando-o como "fake news". Naquele dia, o único trio que circulou trouxe membros do PSL baiano, incluindo o próprio secretário e a mulher dele, a presidente estadual e deputada federal Dayane Pimentel (PSL).

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso